Usina de Letras
Usina de Letras
20 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61962 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10444)

Cronicas (22531)

Discursos (3236)

Ensaios - (10263)

Erótico (13560)

Frases (50375)

Humor (19998)

Infantil (5391)

Infanto Juvenil (4725)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140716)

Redação (3290)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1956)

Textos Religiosos/Sermões (6141)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Artigos-->VIVA O SUBSIDIO AGRICOLA DOS PAISES RICOS -- 18/10/2003 - 23:58 (Antonio Perdizes) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
VIVA O SUBSIDIO AGRICOLA DOS PAISES RICOS



Muito se fala dos subsídios que os paises ricos, Estados Unidos e Europa, dão a sua agricultura e que estes subsídios estariam dificultando as exportações brasileiras e, inclusive, emperrando as negociações para a formação da ALCA.

Aprendemos a nos indignar com isso, já que temos uma agricultura competitiva que passou a ser um pilar de sustentação da nossa balança comercial, gerando um superávit necessário para a economia do país.



Um episódio atual nos faz meditar sobre o assunto: a quebra da safra americana de soja. Bastou esta noticia chegar e automaticamente, a industria da soja reajustou suas tabelas de preço para mais de vinte por cento, aumento este que chegará aos supermercados em breve quando eles forem se reabastecer de margarinas, óleo de soja, etc. A justificativa para este aumento é a de acompanhar os preços internacionais da soja.



Vamos imaginar que os paises ricos eliminassem o subsidio a todos os seus produtos agrícolas (acredito que eles possuem condições de fazer isto). Os preços destes produtos subiriam de forma assustadora no mercado internacional e, automaticamente, no Brasil aos níveis do preço internacional. Apesar dos milhões de toneladas de grão de soja produzidas, a industria local de derivados de soja jogaria suas tabelas de preço para o céu, tudo para acompanhar o preço internacional, porque o seu custo de produção pouco importa. Assim seria da mesma forma a carne e seus derivados, arroz, milho e, de certa forma, praticamente todos os produtos agrícolas.

Ë interessante notar, que não haveria um desabastecimento, porque mesmo cortando os subsídios os paises ricos continuariam a produzir estes produtos, já que, o preço dos alimentos também subiria nos seus paises o que viabilizaria a sua própria agricultura, agora sem subsídios. Só que eles tem condições de pagar mais caro pelo preço dos alimentos, já que como nos referimos, são ricos.



E no Brasil e em outros paises pobres?

O preço da carne a R$ 25,00, óleo de soja R$ 6,00 e assim por diante. Não é apenas o nosso pobre que morreria de fome, mas também a nossa classe assalariada, a classe média trabalharia apenas para comer. Tudo para manter o lucro do agrobussines, dos que exploram o comércio internacional. Isto tudo aconteceria, podem ter certeza, porque não temos governo, não temos ninguém que nos proteja, estamos a mercê de grupos econômicos que influenciam o governo, elegem seus representantes junto ao Congresso, para fazer lobby dos seus interesses, com a ajuda deste mesmo povo pobre e mal informado.

Imaginem, também, o que o desvario expansionista dos nossos agricultores faria com o que sobra do cerrado e da Amazônia, desmatando tudo para transformar em pastagens e plantações, como já vem sendo feito, sempre com a complacência do próprio governo.



Poderia se pensar que com preços elevados os salário subiriam, haveria mais emprego e dinheiro para investir. Não é assim que funciona. Este tipo de agricultura altamente técnica emprega cada vez menos. As máquinas e equipamentos todos com a mais alta tecnologia importada, foram feitos para eliminar a mão de obra. A industria, cada vez mais moderna, com seus equipamentos importados funciona com um mínimo de pessoas. Uma moderna fábrica de óleo de soja, margarina e outros derivados é movida por uma sala de controle, com poucos operadores, e mais algumas poucas pessoas em postos chave. O pior é que boa parte do lucro é remetido para o exterior não só na compra de tecnologia e remessa de lucro, mas também porque brasileiro adora ter casa na Florida, visitar o mickey, comprar helicóptero e passear na Europa.



Ë natural que se queira uma agricultura forte, mas é urgentemente necessário dar uma proteção ao povo brasileiro, coisa que equivocadamente não existe. Como exemplo, se taxaria agressivamente todo o valor exportado acima do preço mínimo garantido pelo governo para aquele produto, forçando uma maior oferta no mercado interno. Com isto o Brasil iria demonstrar que cobra seus impostos. Para cada produto deve haver soluções especificas, o que não se pode é deixar do jeito que está.

Hoje a única garantia do equilíbrio dos preços dos alimentos no Brasil é uma boa safra americana e européia e a permanência dos subsídios que eles dão a sua agricultura. É um paradoxo mas viva os subsídios dos ricos a sua agricultura, nosso povo precisa se alimentar.



Antonio Perdizes

antoperd@cidadeinternet.com.br





Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui