Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
47 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59120 )

Cartas ( 21236)

Contos (13110)

Cordel (10292)

Crônicas (22195)

Discursos (3164)

Ensaios - (9437)

Erótico (13481)

Frases (46507)

Humor (19274)

Infantil (4457)

Infanto Juvenil (3722)

Letras de Música (5478)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138224)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5522)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->ANIVERSÁRIO -- 10/09/2016 - 21:36 (benedito morais de carvalho(benê)) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.
Nunca comemorei nem dei importância a esse assunto que tanto disperta a atenção do povo, o aniversário natalício.
Eu não tenho idade, fui mandado do Cósmo para cumprir uma missão no país chamado Brasil.
Para exercer essa missão, no dia 02 de setembro de 1909, na minha mimosa Pacatuba cearense, me apoderei deste corpo que recebeu o nome de Aldenor, que no próximo de dia 02 de setembro (1997) ele completará 88 anos de constantes atividades objetivando cumprir com dignidade a missão, empregando para isso muita teimosia, paciência, dedicação, renúncia e conformação com o que vejo todos os dias.
Não sou, portanto, brasileiro.
Ele, o corpo físico, o é.
Nem apodrecerei.
A minha missão com a ajuda deste corpo material é tudo empreender no sentido de ajudar o próximo e se esforçar, como faço, pra ser bom e servir, cooperando com a PAZ, a UNIÂO,  o AMOR, e a FRATERNIDADE UNIVERSAL.
Os dias 2 de setembro nunca me preocuparam, porque são dias iguais aos outros, e em matéria de comemoração para mim, como se costuma dizer, entram num ouvido e saem no outro.
Não me interesso por tempo, distância e outras coisas sem nenhum valor para mim.
Adoro não ouvir essas palavras de mero cunho social: - Meus parabéns!!, que me paracem mais um purgante social.
Alguém disse que "a sociedade é o carnaval da vida" E é mesmo.
Nunca, desde o tempo de garotinho, soprei uma vela do bolo de aniversario.
Não vivo nem morro.
Simplesmente EU SOU.
Tenho horror e ojeriza, verdadeira aversão a música e letra que costumam cantar nos aniversários: - "Parabéns, para você nesta data etc." Não é musica brasileira. É mais uma demonstração de subserviência. Essa música e letra são americanas. Ouvi-as muitas vezes quando, como exilado político, morei nos Estados Unidos, assim: - "Happy berth day to you" (Feliz aniversário para você", etc )
Cantem uma música brasileira que agrade mais aos ouvidos ou simplesmente batam palmas dizendo: Feliz aniversário fulano ou fulana.
E, viva o Brasil!!! Ou morra de uma vez...
 
Croniqueta de 1997
Autor Aldenor Jaime Alencar Benevides ( Prof. Benevides)
(*)  Em Pacatuba-Ce - 02.09.1909
(+) Em Juazeiro do Norte-Ce- 31.01.2007
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 49Exibido 352 vezesFale com o autor