Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
24 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57086 )
Cartas ( 21170)
Contos (12604)
Cordel (10090)
Crônicas (22208)
Discursos (3136)
Ensaios - (9013)
Erótico (13400)
Frases (43722)
Humor (18474)
Infantil (3784)
Infanto Juvenil (2709)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138292)
Redação (2926)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2401)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4882)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->APENAS PARA FALAR-TE DE MEU AMOR -- 04/09/2008 - 20:22 (Edmar Guedes Corrêa****) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
APENAS PARA FALAR-TE DE MEU AMOR

Talvez ao receber esta carta você se surpreenda e pense: “O que será que aconteceu para ele me escrever? Será que aconteceu alguma coisa que não quis me contar pessoalmente?”. Porém num instante seguinte conclua que talvez não seja nada disso. E então, olhando para esta folha de papel, se põe a imaginar: “Será que hoje é um dia especial? Esqueci? O primeiro beijo, o primeiro olhar talvez? A primeira vez em que fizemos amor?...” E intrigada, uma vez que não consegue se lembrar, imediatamente abre a carta e se põe a lê-la.
É compreensível se pensar assim. Não é que eu estou fazendo mal juízo a seu respeito, meu amor. Afinal vivemos uma época onde os interesses estão acima de qualquer coisa, onde tudo precisa de um motivo para ser. Mas não é este o caso dessa carta, tenha certeza disso!
Estou te escrevendo com a ponta do meu coração transbordante de paixão, com a única finalidade de te lembrar mais uma vez o quanto te amo, o quanto você é especial para mim, o quanto você é importante na minha vida. Só para isso, mais nada.
Acredito que se esperasse uma ocasião especial para dizer-te isso, estas palavras não teriam o mesmo impacto. Afinal o improvável é bem mais impactante que o possível. E certamente esta carta inesperada provocar-te-á mais emoções que se fosse dada por exemplo no dia do seu aniversário ou em qualquer outra data significativa para nós dois. Aliás, qual a graça de te dar uma carta quando provavelmente você está justamente a esperá-la? Não é o objeto que causa prazer, mas o que ele é capaz de provocar em nós. Por isso resolvi fazer-te essa surpresa.
Todavia, não vamos filosofar numa carta de amor. Este seria o pior lugar para isso. Amor e razão simplesmente não combinam. É como água e azeite, entende? Aliás, ama melhor aquele que não pensa no amor, e sim aquele que pensa no ser amado. Por isso o meu amor é como uma criança pequena, onde os instintos ainda não foram domesticados. E só de pensar em você que meu corpo todo treme, vibra feito as cordas de um instrumento musical com o deslizar suave dos dedos do artista. Pois saiba que os teus beijos e tuas carícias são os dedos do artista. E se a música é capaz de penetrar inclusive na alma daquela que a executa, a tua imagem também é capaz de causar o mesmo efeito. Basta eu pensar em você para que uma onda de sensações invada-me os recôncavos mais obscuros do meu ser. Tudo em mim flui em direção a você feito as águas de um rio em direção ao mar. Ah, meu amor! Te amar é um dizer sim à vida, a tudo que de mais humano há em todos nós: a felicidade. Pois a felicidade é o que todos nós aspiramos ao longo da vida. E aquele que ama, que se entrega ao amor, por mais que a vida lhe seja cruel, é um homem feliz. Então saiba que sou este homem.
Não vou me prolongar mais, e, embora o amor seja sinônimo de exagero, não é o tamanho da carta que demonstra o tamanho do amor, mas sim as palavras nela contida. E as minhas palavras, as vezes um tanto misteriosas, querem apenas dizer-lhe que a vida sem você não só perderia todo o significado como também seria o mais pesado dos fardos, o qual eu não teria forças para suportar.
Por isso, meu amor, dizer-te que te amo significa tão pouco perto do que realmente sinto por você. Então, tome minhas palavras como uma centelha daquilo que é o meu amor por você. E não tente medi-lo através delas, pois certamente estaria a quilômetros de distância.
E é com estas palavras que me despeço de você:
TE AMO!


LEIA TAMBÉM:
PRAZER NA DOR
JARDIM SEM FLOR
DIANTE DA TUA BELEZA
A MINHA ETERNA NAMORADA
CARTA DE UM HOMEM APAIXONADO
EU SÓ QUERIA FALAR DE MEU AMOR
MINHA BUSCA CHEGOU AO FIM
COM VOCÊ LONGE DE MIM
EU NÃO TIVE OPORTUNIDADE
OS TEXTOS MAIS LIDOS NOS ÚLTIMOS 4 MESES
OS DIAS QUE NÃO PASSO AO TEU LADO
AMOR IGUAL AO TEU
CARTA DE UMA ALMA EM PRANTOS
EU NÃO POSSO SONHAR
PLANTE SUA ROSA NO MEU JARDIM
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui