Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
47 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59127 )

Cartas ( 21236)

Contos (13112)

Cordel (10292)

Crônicas (22195)

Discursos (3164)

Ensaios - (9439)

Erótico (13481)

Frases (46510)

Humor (19279)

Infantil (4457)

Infanto Juvenil (3725)

Letras de Música (5478)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138227)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5523)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Textos_Religiosos-->*A CONFRATERNIZAÇÃO NO NATAL* -- 06/11/2008 - 18:03 (Sonia Nogueira - *sogueira*) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.

*A Confraternização no Natal*

Desde a origem do homem as pessoas sentem a necessidade de se agruparem, por instinto de defesa ou para compartilhar de momentos de confraternização com os mesmos objetivos, criar laços de amizade.

As famílias costumam reunir-se para comemorar casamentos, nascimento dos filhos, batizados ou mesmo para um momento de lazer entre amigos. Trocam presentes, oferecem quitutes os mais variados, cantam, dançam, se abraçam, ganham aplausos. É uma necessidade que temos deste contato afetivo e efetivo, do aconchego, do calor humano.

Por que então, não comemorarmos também o nascimento do “Jesus Menino”.

Não com o pensamento voltado e único propósito para a divulgação comercial: desperdício de comidas, onde tantos morrem desnutridos; presentes valiosos, quando vemos o olhar de outra criança implorando por uma boneca de plástico usada; bebidas que desnorteiam a mente, desaba os lares, enquanto outros necessitam de um simples telhado e anseiam por uma vida mais digna, etc.

Mas, uma festa de confraternização cristã, lembrado que os ensinamentos de Jesus foram revelados para o amor ao próximo, o perdão, a reconciliação e reflexão diária e não apenas no final de cada ano.

Neste encontro solene entre a igreja e seus membros, o coração se enriquece, a fé fortifica, firmando um elo de continuidade nos seguidores do cristianismo e sua perpetuidade. Uma profecia feita pelos chamados doutores da igreja que registraram o escrito e foi o “primeiro” livro impresso e publicado no ano de 1456 e o mais vendido no mundo até nossos dias.

A bíblia foi escrita por cerca de cinqüenta autores, num período de quatorze séculos, em setenta e três livros diferentes, em lugares e ambientes variados, idiomas hebraico, aramaico e grego. Apesar da diversidade de línguas e de épocas, apresenta uma impressionante unidade de conteúdo e revelação.

A religião é uma força universal. Quem nela acredita carrega Deus no coração, não seguirá o caminho da maldade, das drogas, dos crimes, por que a mensagem está voltada somente para o bem, que é a condição indispensável, para o caminho certo, para a paz.

Os homens erram se digladiam, se destroem, ficam descrentes, acham-se os senhores da verdade, basta um pouco de saber. Mas a igreja continua inabalável, inalterável, indestrutível em sua essência e condição de mãe salvadora.

Por isso neste novo nascer que se aproxima preparemo-nos para o natal, com o olhar voltado para outro olhar que ama; oferecendo o sorriso fraterno, dando o abraço da liberdade, que sem ele, escraviza os infelizes; unindo as mentes para um novo milênio, uma vida saudável.

Sonia Nogueira *songueira*

O Mensageiro de São Gerardo
“Pascom” jornal do qual participo.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui