Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
51 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59135 )

Cartas ( 21236)

Contos (13102)

Cordel (10292)

Crônicas (22196)

Discursos (3164)

Ensaios - (9439)

Erótico (13481)

Frases (46519)

Humor (19281)

Infantil (4461)

Infanto Juvenil (3729)

Letras de Música (5479)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138236)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5525)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->PARA NÃO DESTRUIR TEU AMOR -- 03/12/2015 - 23:41 (Edmar Guedes Corrêa****) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.
Viver com esse desencanto
De não ter você para mim
É viver um eterno pranto
Uma dor pungente e sem fim

Ter consciência do teu existir,
De estares nos braços de outrem
É um fardo que me faz desistir
Da vida. Morrer far-me-á bem

Ter de aguentar o pensamento
De que tu és amada enfim
E beijada a todo momento
Faz-me sentir ódio de mim

Mato-me não pra desistir
E nem porque isto me convém
Mato-me para não destruir
Esse amor que te faz tão bem


ENCONTRE-ME TAMBÉM:
NO MEU BLOG
NO GOOGLE+
NO FACEBOOK
TWITTER
NO TUMBLR




LEIA TAMBÉM:
LONGA ESPERA
A CONTRABANDISTA
PROUST, NIETZSCHE E MINHAS LEMBRANÇAS
A ESPERTEZA E O NHOQUE
O CIUMENTO E A SEDUTORA
CRÔNICAS ERÓTICAS: O TÍMIDO (2)
CRÔNICAS ERÓTICAS: O TÍMIDO (1)
POR VOCÊ EXISTIR
O TEMPO A SEU TEMPO
O CARTÃO DE CRÉDITO
CRÔNICAS ERÓTICAS: UM MULHERÃO
NO LUGAR DO POLÍTICOS
HORA MARCADA
FOI INESQUECÍVEL
MUDANDO DE NEGÓCIO
ANTES DO CAFEZINHO
GAROTINHO ESPERTO
ATRAVÉS DO ESPELHO
O POETA ESTÉRIL
SEI FALAR DE AMOR

NÃO DEIXE DE LER: 30 TEXTOS MAIS LIDOS DA USINA NOS ÚLTIMOS 6 MESES
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui