Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
233 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58157 )
Cartas ( 21211)
Contos (12857)
Cordel (10239)
Crônicas (22094)
Discursos (3147)
Ensaios - (9229)
Erótico (13452)
Frases (45305)
Humor (18938)
Infantil (4161)
Infanto Juvenil (3234)
Letras de Música (5506)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138720)
Redação (2996)
Roteiro de Filme ou Novela (1058)
Teses / Monologos (2418)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5253)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->CARTA AO POETA CHAGAS VAL - 2008 -- 17/01/2008 - 22:11 (Francisco Miguel de Moura) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
CARTA AO POETA CHAGAS VAL

Teresina, quarta-feira, 16 de janeiro de 2008.

Meu caríssimo Amigo
Chagas Val

Meu coração ficou tomado de satisfação ao saber ontem, quando viajando pela internete, vi num site ou blog, por acaso, que você havia concorrido e sido classificado, merecidamente bem classificado no concurso/Prêmio “Gonçalves Dias de Literatura”. Já estou ansioso por ver o seu novo livro premiado. Mas queremos urgentemente também a publicação. Parabéns pela vitória, acredito que o Governo do Maranhão vai publicá-lo e isto é outra vitória, nestas terras do Norte/Nordeste onde a imprensa do Sul não vem, onde a televisão não chega (digo a rede Globo). Porém, hoje ainda, de vez em quando aparece um político iluminado para dotar essas instituições de caridade ao escritor, principalmente ao o poeta, o veredicto de publicação do seu único meio de comunicação e expressão que é o livro literário.
Você é meu crítico, meu leitor, meu amigo, e por isto creio que estou em grande e imperdoável atraso. Há algum tempo publiquei minha “Antologia” e ainda não pude mandá-la a todos quanto queria. Você é um deles, devia ter sido o primeiro, me desculpe a falha. Mas junto a esta vai um exemplar, graças a Deus que a Internete de vez em quando nos acorda de certos atrasos como este.
Tenho um blog, se você já anda por esses mares da internet, veja-o quando puder, nome: franciscomigueldemoura.blogspot.com e meu e-mail é franciscomigueldemoura@superig.com.br Se puder passar esses endereços online para seus amigos daí que tenham computador, eu ficarei muito agradecido.
Mas acima de tudo eu desejo a você muito sucesso, muita paz, saúde e disposição para trabalhar nossa seara que a divina Poesia.
Graças a Deus, eu e a família vamos mais ou menos bem, como é possível (no caso particular) para um homem de minha idade (74 anos), tomando muitos medicamentos para evitar um novo infarto e outras coisas que atacam a franqueza dos que teimam viver além da idade média permitida pelas estatísticas. Aliás, em relação à estatística, há um dito muito curioso, um chiste que diz assim: “Há muita semelhança entre a estatística e o biquine, talvez a maior semelhança que possa haver entre uma peça de vestuário e uma ciência (entre aspas): é que a estatística como o biquine mostram tudo, mas escondem o essencial.
Mas isto são coisas para os humoristas, nosso humor se reserva para a poesia, nossos escritos, nossa filosofia, nossa vida diária, sem ser preciso catalogá-lo e guardá-lo em frases tão populares, aliás popularescas. Não é isto?
Bem,meu amigo, peço que me escreva. Suas cartas me fazem bem. Estão todas guardadas.
Pax e bene, como diziam os latinos, mais o abraço fraterno do velho poeta, à sua disposição.

Francisco Miguel de Moura




Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui