Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
201 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58107 )
Cartas ( 21211)
Contos (12845)
Cordel (10239)
Crônicas (22073)
Discursos (3147)
Ensaios - (9222)
Erótico (13451)
Frases (45253)
Humor (18925)
Infantil (4144)
Infanto Juvenil (3225)
Letras de Música (5503)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138679)
Redação (2995)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5244)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Humor-->CASCAS-GROSSAS -- 27/11/2008 - 15:40 (GERMANO CORREIA DA SILVA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
CASCAS-GROSSAS
(Por Germano Correia da Silva)


Dois homens situados um de cada lado das margens de um rio, pescavam de anzol e se esforçavam bastante para ouvir o que um deles falava para o outro e tentavam, assim, manter a conversa em dia.

- Compadre, o senhor está me ouvindo? Eu acabei de pescar um casca-grossa (nome que é dado para um pequeno curimbatá, de escamas grandes, existente na região). E o senhor, já pescou alguma coisa hoje?

Devido ao vento que soprava naquela hora, o pescador que estava do lado contrário ao vento, não conseguiu ouvir direito o que o outro perguntou e meio irritado, retrucou:

- Compadre, eu acho bom que o senhor me respeite, pois eu não sou nenhum casca-grossa, não. E se existe algum casca-grossa ele está justamente aí, do lado de lá.

O pescador que estava do lado oposto da margem do rio (a favor do vento), sem entender o que estava acontecendo e talvez querendo desfazer o mal-estar criado pelo seu compadre, respondeu:

- É engano seu, meu compadre. Há cascas-grossas dos dois lados. O senhor é que não está conseguindo pescá-los direito. No meu entender, o senhor não vai precisar mudar de lado não...

Resumo da estória: episódios como esse ainda são vivenciados por pescadores que de vez em quando ocupam as margens desse rio quase piscoso, mas o que não se sabe ao certo é se o número de “cascas-grossas” tem aumentado ou diminuido...

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 16Exibido 740 vezesFale com o autor