Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
97 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57367 )
Cartas ( 21181)
Contos (12598)
Cordel (10136)
Crônicas (22252)
Discursos (3139)
Ensaios - (9064)
Erótico (13414)
Frases (44122)
Humor (18580)
Infantil (3845)
Infanto Juvenil (2800)
Letras de Música (5476)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138537)
Redação (2942)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2408)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4943)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->Biblioteca Nacional de Brasília (*) -- 08/01/2008 - 10:18 (Benedito Pereira da Costa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Biblioteca Nacional de Brasília (*)


Tributo ao Poeta


João Cabral de Melo Neto



Biblioteca Nacional de Brasília, dia 22 de agosto, às 19 horas.



O poeta pernambucano JOÃO CABRAL DE MELO NETO (1920 - 1999) na sua tentativa de desvendar os elementos concretos da realidade, inaugurou um novo modo de fazer poesia em nossa literatura. Foi um dos poetas brasileiros que mais escreveu poesias sobre a poesia.


Ingressou na carreira diplomática aos 25 anos, exercendo sua profissão em diversos países. Foi membro da Academia Brasileira de Letras (1968), após se aposentar do serviço público. Seu poema mais conhecido, Morte e vida Severina (1956), é uma narrativa subintitulada Auto de Natal pernambucano, que trata da caminhada de um retirante do sertão até o litoral em busca de condições para sobreviver à seca.


Nesta edição do Tributo ao Poeta, Antonio Miranda fará um recital-conferência da metapoesia de João Cabral de Melo Neto, do seu estilo que tematiza o próprio fazer poético, da construção do poema dentro do poema.


Principais obras de João Cabral de Melo Neto: Pedra do sono (1942), O engenheiro (1945), Psicologia da composição (1947), O cão sem plumas (1950), O no (1954), Paisagem com figuras (1956), Uma faca só lâmina (1956), A educação pela pedra (1966), Museu de tudo (1975), Auto do frade (1984), Agrestes (1985) e Crime na Calle Relator (1987).



http://http://www.antoniomiranda.com.br/Brasilsempre/joao_cabral_melo_neto.html


_________
(*) Brasília, DF, 08/01/2008.










Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 714 vezesFale com o autor