Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
189 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58444 )
Cartas ( 21217)
Contos (12940)
Cordel (10248)
Crônicas (22144)
Discursos (3154)
Ensaios - (9303)
Erótico (13459)
Frases (45636)
Humor (19032)
Infantil (4261)
Infanto Juvenil (3391)
Letras de Música (5457)
Peça de Teatro (1331)
Poesias (137836)
Redação (3023)
Roteiro de Filme ou Novela (1059)
Teses / Monologos (2418)
Textos Jurídicos (1938)
Textos Religiosos/Sermões (5334)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->TJN - 007 - Mail enviado ao Sr Primeiro-ministro -- 21/05/2007 - 10:06 (TERTÚLIA JN) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. Exmo Sr. Primeiro-ministro de Portugal
Sr. Engº José Sócrates
Eu, abaixo identificado, com 58 anos de idade, com frequência no ensino superior, mas não licenciado ou formado, trabalhador que fui desde os dez anos, mas começando a fazer descontos em 1963, com catorze anos de idade, venho solicitar a V. Exa. emprego, como Ministro, Ministro-adjunto, Secretário de Estado, ou outra colocação idêntica, visto que me encontro no desemprego precisamente há dois anos, e fui obrigaram a procurar emprego duas vezes por mês.
Sei que V. Exa não tem culpa de tudo o que fazem os seus colaboradores, mas sei que entenderá que eu também não tenho culpa que continuem a fazer Leis para todos, não respeitando quem sempre trabalhou e descontou, misturando-os no mesmo saco onde se encontram todo o tipo pessoas, serias, honestas e outras, até aquelas que nunca fizeram nada, porque nunca quiseram.
Continuamos a ser tratados como criminosos, quando o único crime que cometemos foi trabalhar em empresas privadas, não tendo sido políticos ou funcionários públicos, caso contrario, na altura do desemprego, com 56 anos de idade e 42 anos de descontos, entraríamos directamente para a reforma. Nem seria preciso tanto tempo de trabalho pois, há políticos com menos idade que a que temos de descontos, e já estão reformados, o que é uma vergonha Nacional, num País onde os responsáveis máximos tanto falam de igualdade, mas temos um Presidente da Republica que retirou direitos aos trabalhadores, em contractos privados, e manteve esses mesmos direitos para os políticos. O que poderemos pensar de quem prejudica os outros, mas mantém os seus interesses inalterados?
Agradeço que distribua este pedido de emprego por todos os Ministérios, para que me respondam todos pois, assim, talvez não necessite de andar à procura de mais trabalho.
Nota: A fim de poder ir para a reforma dentro de 6 meses, agradeço que, se possível, o emprego oferecido seja a tempo parcial, mas com ordenado completo.
Grato desde já, fico a aguardar as suas ofertas, e envio os meus melhores cumprimentos
De V. Exa.
Atenciosamente
(Identificação completíssima)
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui