Usina de Letras
Usina de Letras
74 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60244 )

Cartas ( 21285)

Contos (13380)

Cordel (10346)

Cronicas (22255)

Discursos (3185)

Ensaios - (9662)

Erótico (13517)

Frases (47988)

Humor (19476)

Infantil (4776)

Infanto Juvenil (4119)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1344)

Poesias (139150)

Redação (3095)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2436)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5762)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cartas-->Poeta, um solitário até a morte! -- 14/05/2007 - 04:28 (CARLOS CUNHA / o poeta sem limites) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos




















Poeta, um solitário até a hora da morte


Pegar uma folha de papel em branco e nela transcrever os pensamentos que lhe surgem, sobre a beleza e a sensualidade da mulher, é fácil para o poeta. Ele olha para ela com um sentimento de pureza em sua alma, que se reflete em seus olhos e na ponta de sua caneta. Os sonetos e as trovas que louvam um corpo feminino perfeito e falam com palavras bonitas sobre a sedução que esse corpo exerce, não são por ele montados, mas sim nascem na sua alma, que é como uma terra limpa e adubada com o mais puro amor.
É porque ama de verdade que o poeta chora, sem sentir vergonha das lágrimas que descem pelas suas faces. Não só escreve sobre o amor, mas na verdade expõe com letras bordadas e sinceras os seus sentimentos em relação a ele. Só que quando se vê frente a frente com uma mulher bela ele se torna um homem tímido. Sua boca fica calada e ele não tem coragem de olhar em seus olhos pra dizer ás palavras que ela espera com ansiedade ouvir.
O poeta ama intensamente, mas passa a sua vida somente dando esse seu amor, e quando ela chega ao seu fim ele viveu como um solitário. Não tem coragem nem pode pedir pra também ser amado, porque tem medo de não encontrar esse amor e ficar desiludido ao descobrir que o sentimento sobre o qual escreve só existe nas letras e no seu coração.





CARLOS CUNHA
O Poeta sem limites









O Harém do Poeta





As mulheres mais lindas e gostosas encontradas na NET. Agora, além da publicação periódica de novas fotos, tem a de um maravilhoso vídeo erótico semanal.










Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui