Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
115 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57005 )
Cartas ( 21168)
Contos (12600)
Cordel (10073)
Crônicas (22187)
Discursos (3134)
Ensaios - (8995)
Erótico (13393)
Frases (43603)
Humor (18446)
Infantil (3771)
Infanto Juvenil (2672)
Letras de Música (5469)
Peça de Teatro (1316)
Poesias (138213)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1054)
Teses / Monologos (2400)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4847)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Humor-->RIR PRA NÃO ORAR -- 05/09/2008 - 20:48 (GERMANO CORREIA DA SILVA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
RIR PRA NÃO ORAR
(Por Germano Correia da Silva)


Certa vez, após um longo dia de trabalho de evangelização, um representante de uma igreja percebeu que alguns dos seus fiéis estavam bem dispersos e querendo resolver aquele impasse decidiu chamar a atenção deles, utilizando-se de uma velha estratégia e falou num tom bem audível, procurando demonstrar bastante controle emocional:

- Queridos fiéis, aqueles que estiverem se sentindo felizes, de bem com a vida, o que decerto denota que já atualizaram suas conversas com Jesus durante o período em que estiveram aqui, permaneçam em oração, porém sentados.

Aqueles que estiverem se sentindo tristes, carregando dentro de si algum tipo de sofrimento, o que pode ser notado através das impressões deixadas em vossos semblantes carrancudos, levantem-se, pois a partir de agora nós iremos alimentar os vossos pensamentos com uma maratona de orações.

- Eu vou contar até três – disse ele - e assim que eu terminar a minha contagem se eu tiver a certeza de que houve uma participação positiva de todos aí da platéia, darei por encerrada a nossa maratona de orações.

Como num passe de mágica, aqueles fiéis que pareciam tristes e os que estavam alegres se entreolharam e gargalharam ao mesmo tempo. Em seguida, esbanjando um ar frenético e envoltos de muita alegria e felicidade, todos disseram uníssonos:

- Seja feita a vossa vontade, assim na Terra como no Céu.

E o representante daquela igreja que também já estava um pouco exausto, encerrou sua pregação dizendo:

- Amém!

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 15Exibido 810 vezesFale com o autor