Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
224 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59120 )

Cartas ( 21236)

Contos (13110)

Cordel (10292)

Crônicas (22195)

Discursos (3164)

Ensaios - (9437)

Erótico (13481)

Frases (46507)

Humor (19274)

Infantil (4457)

Infanto Juvenil (3722)

Letras de Música (5478)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138224)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5522)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Humor-->A Briga do Joãozinho -- 11/08/2008 - 10:58 (Elias Torres) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. A Briga do Joãozinho

Joãozinho chegou em casa ferido e carregado por um amigo devido a uma briga de rua. O pai vendo o filho chegando numa situação lastimável daquela percebeu que o rosto dele estava todo inchado e com o nariz quebrado e sangrando, logo sua mãe foi tratá-lo e o pai perguntou ao filho: - Meu filho, quantos meninos fizeram essa malvadeza com você? O filho com dores não conseguindo falar, o amigo respondeu em seu lugar: - Seu João, ele brigou apenas com um menino, mas ele acabou vencendo a luta. O pai não entendendo a situação dramática novamente perguntou: - Se meu filho ganhou a luta está nessa situação, imagino que o menino foi hospitalizado? O amigo continuou: - A cara do outro seu João ta do mesmo jeitinho que nasceu, sem nenhum arranhão, porque o Joãozinho só batia nele na barriga e o outro só dava na cara dele. O pai não agüentou e questionou bravo ao filho: Meu filho! Como você deixou o outro fazer isso com você, eu imagino que o garoto desmaiou de cansaço de tanto te bater não foi? Joãozinho com dificuldades disse ao pai: Eu consegui nocauteá-lo, depois de tanta luta e sofrimento eu consegui acertá-lo com golpes no fígado e outro no rim. O pai ainda indignado com a situação de novo perguntou: - Meu filho, por que você só ficou batendo na barriga do outro, era por que ele era alto? Joãozinho disse: Não pai, o senhor me ensinou a nunca bater na cara de ninguém, se lembra?
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui