Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
108 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57025 )
Cartas ( 21168)
Contos (12587)
Cordel (10075)
Crônicas (22190)
Discursos (3134)
Ensaios - (8996)
Erótico (13394)
Frases (43619)
Humor (18448)
Infantil (3772)
Infanto Juvenil (2680)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1316)
Poesias (138222)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2400)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4849)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->O PURGATÓRIO É MAIS JUSTO DO QUE O INFERNO -- 24/08/2003 - 09:32 (ANTICRISTO) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Dois lugares de suplício das almas para pagar os pecados existem no Cristianismo. O mais recente, o "purgatório", parece mais justo do que o "inferno", mais antigo.



"Nos primeiros séculos da era Cristã ninguém ia para o purgatório, porque não existia; foi criado por um decreto papal! Nos países protestantes e nas outras igrejas cristãs não há esse perigo. Criaram-no só para almas católicas!



Com esse dogma a Igreja peca duas vezes e cria um problema de consciência para os padres: primeiro por oficializar uma inverdade; segundo por receber dinheiro em nome da inverdade!



O purgatório tornou-se "comércio espiritual" a partir de 1476, com o Papa Sixto IV. A Igreja é a única instituição no mundo que "negocia com as almas dos homens" (Apocalipse 18:13) (Clésio, “Purgatório foi criado por decreto”).



Antes do cristianismo também, nenhum judeu ia para o inferno.



Como o inferno também é, se não criação cristã, uma cópia cristã de alguma idéia grega, romana ou outra, o purgatório dos católicos é mais justo; porque as almas sofrem só até pagar os pecados. Como o inferno é um lugar de suplício sem fim, ele é a coisa mais injusta que foi inventada para assustar as pessoas.



Em nenhum lugar no Velho Testamento se fala de pessoas sofrendo depois da morte pelos pecados cometidos. O Novo Testamento trouxe esse horror. Mas ao que me parece, alguns povos antigos tinham essa crença. Por isso, não posso afirmar que seja uma criação cristã. Pode ser uma herança de outro povo, não dos hebreus.



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui