Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
45 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59106 )

Cartas ( 21236)

Contos (13107)

Cordel (10292)

Crônicas (22195)

Discursos (3164)

Ensaios - (9434)

Erótico (13481)

Frases (46493)

Humor (19273)

Infantil (4456)

Infanto Juvenil (3718)

Letras de Música (5478)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138218)

Redação (3051)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5518)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->PESQUISAS, DE NOVO? -- 07/10/2006 - 12:30 (Domingos Oliveira Medeiros) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.

Pensando Bem
(por Domingos Oliveira Medeiros)

Se as eleições se dessem nos “hojes” das pesquisas, até o dia 30 de setembro, Lula estaria eleito, com folga, no primeiro turno. Todavia, jogo é jogo, treino é treino. A previsão não se deu. O leitor não é bobo. O mesmo poderá acontecer em relação ao segundo turno, agendado para o dia 29 de outubro. Até lá, só vai dar Lula lá, de novo. A voz das urnas é a voz e a vez do povo. Pesquisa tem perna curta! Mais atrapalha do que ajuda. Não informa como deve. Não explica pra que serve. Ser isenta, não se atreve. Melhor seria calar-se. Diante das evidências. Até que povo esqueça. Tantos erros e tendências. Do primeiro turno passado. O desejo ficou frustrado. As urnas falaram mais alto. Apesar do sobressalto. Pois nem todo candidato. Só porque do mesmo partido. Tem o mesmo pensamento. O mesmo modo de agir. Isso não faz sentido. A imprensa precisa esclarecer. A rotulagem não procede. Cada ser é único, é diferente. Tem estilo e idéia próprias. Até dupla sertaneja, irmãos gêmeos vitelinos. Assim não há que falar. Fazer muita comparação. Com o governo passado. Do Fernando Henrique Cardoso. Que apesar dos desacertos. Já é coisa que ficou. E atual presidente. Isso já ficou evidente. Nada disso investigou. Agora é tarde demais. Inês é morta e enterrada. E o tal de FHC. Não é candidato a nada. Para frente é que se anda. Quem nosso país comanda. O PIB precisa crescer. Para a demanda atender. Fuxico é pra se guardar. Dentro do peito, calado. O povo só quer saber. Do que está programado. Para melhor sua vida. E não a do deputado. Presidente e senador. E seja qual for o aliado. Tudo tem que ser bastante. E muito bem investigado. Até agra, o que se viu. Ninguém cadeia cumpriu. E o dinheiro roubado. Ainda não foi devolvido. Ainda não foi encontrado. E muito mensaleiro, sanguessuga e coisa tal. Foi eleito de novo. Com direito a sua cota. O filho pródigo que volta. Abrindo de novo a porta. Com bastante petulância. Protegido pelo voto. O voto de confiança. Com direito, se quiser. A vender mais ambulância.



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui