Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
118 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57027 )
Cartas ( 21168)
Contos (12587)
Cordel (10075)
Crônicas (22190)
Discursos (3134)
Ensaios - (8996)
Erótico (13394)
Frases (43620)
Humor (18448)
Infantil (3772)
Infanto Juvenil (2680)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1316)
Poesias (138222)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2400)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4849)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->O QUE ACONTECE DEPOIS DA MORTE? -- 19/08/2003 - 17:04 (ANTICRISTO) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Científicamente, sabe-se que sem cérebro não há vida. Mas crendicísticamente, tem muita gente morta vivendo por toda parte. Cada religioso tem certeza de que o pós-morte é o que sua igreja prega, e as outras estão enganadas. Mas o sábio Confúcio não foi nessa; não quis inventar explicação sem sentido. Se ele vivesse hoje, teria uma explicação. Mas, nos seus dias, provou sua grande inteligência mostrando aos curiosos que deveriam tentar entender a vida em vez de ficar pensando na morte.



“· Os vikings eram enterrados com armas, comida e até ornamentados. Ele acreditavam no Valhala, lugar em que os heróis lutam e morrem durante o dia, e voltam a viver à noite.



· Os gregos antigos acreditavam que os mortos levavam uma existência de sombras no Hades.



· Algumas tribos indígenas do norte do continente americano acreditam na existência dos "eternos campos de caça".



· Muitas sociedades acreditam que a alma continua a existir mesmo depois que o corpo morre. O espírito manteriam proximidade com os vivos, funcionando como elo entre os dois mundos



· Os habitantes de algumas tribos africanas não separam a alma do corpo. Para outras, ela exerce um papel fundamental na existência do indivíduo, mesmo depois de morto. O ancestral fica próximo à tribo, como se estivesse vivendo em um mundo paralelo. Os vivos devem garantir o nascimento de descendentes para perpetuar a família. Sem família, o espírito do morto ficará vagando sem rumo, porque foram cortadas as suas ligações com o planeta.



· CANDOMBLÉ

O CANDOMBLÉ vê o poder de Deus em todas as coisas e, principalmente, na natureza. Morrer é passar para outra dimensão e permanecer junto com os outros espíritos, orixás e guias.



· CATOLICISMO

Quando morre, o homem católico é julgado pelos seus atos em vida. Se ele obtiver o perdão, alcançará o céu, e se for condenado, vai para o inferno. Algumas almas ganham uma chance para serem purificadas e vão para o purgatório. Quem for para o céu ressuscitará para viver eternamente.



· HINDUÍSMO

Para os hinduístas, a alma se liga a este mundo por meio de pensamentos, palavras e atitudes. Quando o corpo morre ocorre a transmigração. A alma passa para o corpo de outra pessoa ou para um animal.

Na filosofia hinduísta dos Uphanishads, a alma do homem é imortal e livre da ação do tempo. Depois da morte, a alma de um indivíduo pode renascer numa casta diferente ou até mesmo no corpo de um animal.



· IGREJA ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA

Na Igreja Adventista do Sétimo Dia, os mortos dormem profundamente até o momento da ressurreição. Quem cumpriu seu papel na Terra recebe a graça da vida eterna, do contrário desaparece.



· IGREJA EVANGÉLICA

Como no catolicismo, os evangélicos acreditam no julgamento, na condenação (céu ou inferno) e na eternidade da alma. A diferença é que o morto faz uma grande viagem e a ressurreição só acontecerá quando Jesus voltar à Terra.



· ISLAMISMO

Para o islamismo, Alá (Deus) criou o mundo e trará de volta a vida todos os mortos no último dia. As pessoas serão julgadas e uma nova vida começará depois da avaliação divina. Esta vida seria então uma preparação para outra existência, seja no céu ou no inferno. Acreditar no julgamento final é uma forma de fazer com que o fiel muçulmano se responsabilize por suas atitudes.



· CONFÚCIO (551- 479 a.C), sábio que interpretou a filosofia antiga e as tradições chinesas, respondeu ao ser perguntado sobre a vida após a morte: "quando não se compreende nem sequer a vida, como se pode compreender a morte? ". (Guia dos Curiosos). Esse, sim, foi muito inteligente!!! Não se deixou levar pelas fábulas que ouvia em abundância. Se uns acham que vão ressuscitar (recompor-se do pó em que se transformam após a morte), outros pensam que vão viver de forma invisível, o que poderíamos dizer também invivível, outros acreditam até que vão virar cachorro, gato ou cobra, ele devia pensar: “tudo isso é estupidez, tentativa de explicar o inexplicável; vou me ater ao que tem lógica”.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui