Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
97 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57502 )
Cartas ( 21184)
Contos (12607)
Cordel (10175)
Crônicas (22280)
Discursos (3141)
Ensaios - (9088)
Erótico (13415)
Frases (44274)
Humor (18616)
Infantil (3901)
Infanto Juvenil (2847)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138230)
Redação (2946)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2411)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4980)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->PONTEIRA,PROTEIRA E PATIBULO... -- 03/03/2011 - 15:32 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
PONTEIRA, PORTEIRA E PATIBULO.



O silencio todo, atordoa. Náusea e ausência. “PAI HEROI” na ponta de um pontal nas marés do sul. dorme a alma, assentir calor de Madalena, maio, ponte, ciclo de Maria, cada lua nu vestido mais curto, a inocência divina da juventude, viagem aos céus, risadas e dores bem aventuradas. “DEUS “na agonia da morada celestial, zoada e fevereiro, som do maracatu, folia caeté, cara pintada da marca de um marco, estoura a bolsa, galo canta, força na luz nascente do chegar curumim”“. Encarnado aos laços azuis do pastoril da mãe Julia. Cores tantas do encontro sol e agua, tom e dom. Desfila o reflexo de RÁ no arco de íris a divindade natural da terra na beleza de iemanjá, o rebento chora na sala de passos perdidos. Ó nada, a nado do sem saber. É carnaval...



Calo-me nu calo da vida...

Paz na Terra do Cá Lar de Boa Vontade...

O Cordeiro Caeté Que Pague o pecado do “PAI HEROÍ”...



Vai a Paz...

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui