Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
242 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58096 )
Cartas ( 21211)
Contos (12851)
Cordel (10239)
Crônicas (22075)
Discursos (3147)
Ensaios - (9222)
Erótico (13450)
Frases (45237)
Humor (18921)
Infantil (4142)
Infanto Juvenil (3222)
Letras de Música (5502)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138669)
Redação (2994)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5241)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->A Tu. -- 24/08/2005 - 22:54 (Marcelo Torca) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
A tu, caro leitor desta noite ou dia, quem sabe? Uma mensagem não tem hora para ser lida, nem mesmo um momento fixo, mas escrevo-te para informar das boas notícias, e precisamos disto realmente.
A tu informo, o dia de hoje apareceu mais ensolarado, mesmo estando incoberto, deve ser por estar mais disposto a lutar por aquilo que considero correto.
A tu informo, não canso de ouvir o clamor da liberdade, às vezes parece estarmos vivendo o tempo da escravidão, mas a principal diferença deve ser a atitude de cada cidadão, não deixar de ser livre, conquistar o seu espaço para poder: trabalhar, estudar, divertir, divergir, constituir família, e votar em quem quiser sem sofrer perseguição política depois.
A tu informo, já está tarde e logo irei dormir, despeço-me aqui.

Marcelo Torca.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui