Usina de Letras
Usina de Letras
20 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61953 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10444)

Cronicas (22529)

Discursos (3235)

Ensaios - (10258)

Erótico (13560)

Frases (50354)

Humor (19993)

Infantil (5388)

Infanto Juvenil (4724)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140710)

Redação (3290)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1956)

Textos Religiosos/Sermões (6141)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->Cabelos -- 22/07/2010 - 13:02 (Andre Luis Aquino) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
"O cabelo é...uma coisa rebelde como um mar e confusa como uma floresta. Está quase fora do corpo, é uma espécie de jardim privado, onde o dono exerce à vontade sua fantasia e sua desordem. É qualquer coisa que cresce e que transborda como se estivesse livre do domínio da alma."
(Três alqueires e uma vaca" de Gustavo Corção )

Seus cabelos longos são como as linhas imaginárias que delimitam a separação de nossos mundos, mim Tarzan e você Jane, eu homem e você mulher. E é nesse hemisfério feminino que fico deslumbrado brincando com seus três milhões e meio de fios como se fosse novamente um menino.
Em cima deles tenho vontade de colocar uma grinalda de hera como se ela fosse a coroa de minha princesinha.E mesmo que nenhum dos outros reinos da terra obedecessem as sua ordens, seria o meu coração o império dos seus desejos e carinhos.
Seus cabelos descem pelas colinas de sua cabeça, cobrindo ás vezes seus olhos, ocultando seus pensamentos, mas revelando, quando presos, sua nuca, esse pêssego de pelos finos, seu eterno reduto virgem de mulher, território sensível de seu corpo, zona erógena capaz de te arrepiar desde teus pés até sua testa.
Seus cabelos têm uma cor cheirosa que invade meus pulmões quando enfio minha boca entre eles, são fios que vão tecendo dentro de mim uma teia de desejos, novelos rebeldes que precisam da doma de meus dedos. Quero encher as minhas mãos com os teus cabelos, e que sintas a minha pegada em seu couro.
Seus cabelos, um jardim de flores vivas com um milhão de borboletas entre eles, suas melenas são minha colheita, vindas de suas raízes profundas, dreno de teu mel, tua sedução quase que perfeita.

VISITE MEUS BLOGS
Andre Luis Aquino
http://andre.aquino12.blog.uol.com.br/
http://queninguemdurma.blogspot.com/
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui