Usina de Letras
Usina de Letras
129 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62161 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10449)

Cronicas (22530)

Discursos (3238)

Ensaios - (10347)

Erótico (13567)

Frases (50573)

Humor (20027)

Infantil (5422)

Infanto Juvenil (4752)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140790)

Redação (3302)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1959)

Textos Religiosos/Sermões (6182)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Erotico-->1ª VEZ -- 19/03/2002 - 19:50 (Andrezza) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

Era uma dessas tardes quentes, abafadas, saí para o almoço e resolvi dar um mergulho,passei em casa coloquei um biquine. A praia para dia de semana estava cheia, podia notar que a maioria havia tido a mesma idéia. Ao meu lado uma linda morena se esgueirava passando bronzeador, o corpo era dourado e o biquine era tão minúsculo que deixava à mostra seus pelinhos louros. Os seios não eram grandes mas mal cabiam naquela curtininha que ela insistia em ajeitar a marca. Não dava para tirar os olhos daquele espetáculo vespertino, ela parecia querer provocar por detrás daqueles óculos escuros, ao deitar-se de bruços pude perceber o quanto a natureza havia caprichado... não havia uma celulite, uma estria , era um monumento empinadinho, semi nú , que me hipnotizava. Eu ali preucupada com minhas contas, com meus clientes, com a manutenção do meu regime, com ex-marido, filhos adolescentes, casa ...e aquela deusa ali, me provocando.... o melhor a ser feito era dar um bom mergulho e esfriar não só a cabeça , mas também o corpo todo que pegava fogo diante daquela cena. A água estava deliciosa, mas ainda não conseguia passar o calor que sentia, para minha surpresa lá estava a morena ao meu lado, banhando-se sensualmente na espuma , era dificil me conter , ela me olhava como se pedisse algo, seu sorriso me convidava a ve-la sem nenhuma das minusculas peças que trajava, voltei para minha cadeira imaginando aquele corpo quente junto ao meu , não demorou muito ela chegou , a praia já estava deserta a nossa volta, ela puxou sua cadeira e colocou-a de frente a minha, sutilmente abriu as pernas puxando o biquine para o lado e deixando a mostra sua linda xaninha , era impossivel continuar me contendo, correspondi com um sorriso ela colocou a cadeira mais próximo, quase ao meu lado, a nossa volta já não havia ninguém, mostrou-me ainda mais o que escondia debaixo da tanguinha, numa atitude impetuosa não resisti e coloquei minha mão ali, era quente... ela fechou as pernas prendendo minha mão, minha alternativa foi usar os dedos na tentativa de que al soltasse... na verdade era o que eu queria fazer , manipular aquele buraquinho quente e senti-la remecher enquanto soltava gritinhos, meus dedos logo ficaram úmidos, o sol já se encondia dando lugar a lua, não resisti, mostrei-lhe a chave do carro, ela balançou a cabeça e logo estava-mos paradas num local deserto, o som baixinho, tiramos a roupa ali mesmo enquanto nos agarravamos, e chupávamos uma o seio da outra, ela logo sentou no banco de trás, o corpo nú ,quente, as pernas bem abertas apoiando nos encostos dos bancos da frente, que estavam estratégicamente preparados , eu completamente hipnotizada por aquela maravilha, lambia despudoradamente sua xaninha , enquanto enfiava-lhe o dedo no trazeirinho rosado,abaixei o banco trazeiro e junto com a mala fizemos uma cama improvisada , e num malabarismo erótico nos concentramos num 69, com direito a dedadas no trazeiro, gozamos uma na outra,entre gritinhos de prazer e palavras obcenas ficamos ali suadas, ofegantes... sem nada dizer, abraçadas...com nossas pernas entrelaçadas ...trocamos nossos telefones, deixei-a em seu carro e nos despedimos num longo beijo
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui