Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
48 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59142 )

Cartas ( 21236)

Contos (13107)

Cordel (10292)

Crônicas (22196)

Discursos (3164)

Ensaios - (9441)

Erótico (13481)

Frases (46535)

Humor (19286)

Infantil (4462)

Infanto Juvenil (3733)

Letras de Música (5479)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138253)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5528)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Erótico-->Enrabando Natalia -- 29/12/2007 - 23:15 (Ulisses de Abreu) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. Enrabando Natalia

Entrando, ela sentia-se aliviada, porem, bastavam uns cinco minutos de vai e vem para que ela relaxasse completamente. Então, ouvia-se a sua voz suave e prazerosa sussurrar “isso, tudo, eu quero tudo” e nada nesse mundo a faria se sentir mais feliz que o prazer de estar sendo enrabada. Dava o cú com uma vontade indescritível, gostava mesmo, não negava e nem omitia a enorme excitação que dar o rabo lhe causava. Natalia estava de quatro, eu por cima dela com os dois pés apoiados sobre a cama e um pouco agachado pra enfiar ate o talo. Socava minha pica dentro do rabinho dela sem dó nem piedade, e, ela gritava muito e ao mesmo tempo implorava pra que eu não judiasse, no entanto, bastava eu diminuir um pouquinho a força e o ritmo pra que ela dissesse: “vai frouxo, mete forte, me regaça vai seu fraco” e eu regaçava. Hummm! Que rabinho gostoso tem a Natalia...

www.ulissesdeabreu.com
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui