Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
107 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57369 )
Cartas ( 21181)
Contos (12607)
Cordel (10136)
Crônicas (22253)
Discursos (3139)
Ensaios - (9064)
Erótico (13414)
Frases (44124)
Humor (18580)
Infantil (3845)
Infanto Juvenil (2800)
Letras de Música (5476)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138540)
Redação (2942)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2408)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4943)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->A Lei Molhada -- 25/12/2008 - 21:04 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
A Lei Molhada


Essa lei foi instituída há muito tempo, foi outorgada pelos próprios brasileiros, sendo democraticamente aclamada nos bares, festas, carnavais e todas as reuniões sociais do mundo inteiro onde o desejo etílico domina.
As pessoas que não se adaptarem a esse sistema serão marginalizadas sob pena de degredo das reuniões de amigos, taxadas de anti-sociais, evangélicas ou algo similar, pois nada pode interferir no relacionamento dos “amigos do copo”.
O jeitinho brasileiro é o maior aliado dessa lei, nem a normativa oposta do nosso presidente Lula, a lei seca, consegue sobrepujar os anseios da sociedade acorrentada por essa “diversão” .
A violência aumenta, o consumismo vai atrás, os acidentes nas estradas é melhor nem comentar, mas nessa hora “animada” não tem para ninguém, pois a sociedade exige o cumprimento da mais famosa norma, a do copo cheio, pois o principal parágrafo desse “mandamento” é o álcool misturado com alguma coisa, o resto, tudo pode. Só não pode ser marginal aos “cidadãos” cumpridores da regra social primordial na conduta dos levantadores de copo.
Então o que você está esperando aí sentado? Nesse verão cheio de comemoração, você não quer arriscar ser riscado do mapa do mundo dos formidáveis e alegres colaboradores da lei molhada, os fiscais estão de plantão com a taça na mão e um talão na outra, não de multa, mas de pedidos, porém no outro dia, caso você não entre na “jogada”, serás o mais chato da paróquia e esqueça círculo social!


Marcelo de Oliveira Souza
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui