Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
185 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58162 )
Cartas ( 21211)
Contos (12859)
Cordel (10239)
Crônicas (22095)
Discursos (3147)
Ensaios - (9229)
Erótico (13452)
Frases (45306)
Humor (18939)
Infantil (4161)
Infanto Juvenil (3235)
Letras de Música (5506)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138722)
Redação (2997)
Roteiro de Filme ou Novela (1058)
Teses / Monologos (2418)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5254)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->16.09.2020 - Diário da Pandemia -- 15/09/2020 - 17:09 (TARCISO COELHO) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

https://youtu.be/zszOEuJjEME

 

Diário do Dia a Dia

 

A Flor do Maracujá

Catulo da Paixão Cearense

 

Encontrando-me com um sertanejo,

Perto de um pé de maracujá,

Eu lhe perguntei:

Diga-me caro sertanejo,

Porque razão nasce branca e roxa,

A flor do maracujá?

 

Ah, pois então eu lhi conto,

A estória que ouvi contá,

A razão pro que nasci branca i roxa,

A frô do maracujá.

Maracujá já foi branco,

Eu posso inté lhe ajurá,

Mais branco qui caridadi,

Mais brando do que o luá.

 

Quando a frô brotava nele,

Lá pros cunfim do sertão,

Maracujá parecia,

Um ninho de argodão.

Mais um dia, há muito tempo,

Num meis que inté num mi alembro,

Si foi maio, si foi junho,

Si foi janeiro ou dezembro.

 

Nosso sinhô Jesus Cristo,

Foi condenado a morrê,

Numa cruis crucificado,

Longe daqui como o quê,

Pregaro cristo a martelo,

E ao vê tamanha crueza,

A natureza inteirinha,

Pois-se a chorá di tristeza.

 

Chorava us campu,

As foia, as ribeira,

Sabiá tamém chorava,

Nos gaio a laranjera,

E havia junto da cruis,

Um pé de maracujá,

Carregadinho de frô,

Aos pé de nosso sinhô.

 

I o sangue de Jesus Cristo,

Sangui pisado de dô,

Nus pé du maracujá,

Tingia todas as frô,

Eis aqui seu moço,

A estória que eu vi contá,

A razão proque nasce branca i roxa,

A frô do maracujá

 

 

A simbologia da flor de maracujá foi relacionada da seguinte forma: os três estigmas correspondiam aos três cravos que prenderam Cristo na cruz; as cinco anteras representavam as cinco chagas; as gavinhas eram os açoites usados para o martirizar; por fim, no formato da flor era visível a imagem da coroa de espinhos levada por Cristo para o ato de crucificação.

Catulo da Paixão Cearense, o Poeta do Sertão, foi um poeta, teatrólogo, músico e compositor brasileiro. É considerado um dos maiores compositores da história da canção popular brasileira. Não era cearense. O nome herdou de seu pai, Amâncio José Paixão Cearense (este sim, natural do Ceará). Nasceu em 8 de outubro de 1863, em São Luís (MA) e faleceu em 10 de maio de 1946, no Rio de Janeiro (RJ), aos 82 anos. Seus maiores sucessos musicais foram: Luar do Sertão (em parceria com João Pernambuco), de 1914, que na opinião de Pedro Lessa é o hino nacional do sertanejo brasileiro, e a letra para Flor Amorosa, que havia sido composta por Joaquim Calado em 1867. Também é o responsável pela reabilitação do violão nos salões da alta sociedade carioca e pela reforma da "modinha".

 

https://youtu.be/uE-2d-ITIB8

 

 

O Diário de hoje dedico ao Colega e Amigo João Batista (ex AUDIT Recife – PE), que me enviou o belo vídeo.

 

https://www.magazinevoce.com.br/magazinegarimpotarciso/

 

 

https://www.parceiromagalu.com.br/magazinegarimpotarciso/p/cadeira-gamer-xzone-cgr-02-encosto-reclinavel/19152673/?utm_source=garimpotarciso&utm_medium=cadeira-gamer-xzone-cgr-02-encosto-reclinavel&utm_campaign=copy-paste&utm_content=copy-paste-share

Compre aqui que o Magazine Luíza vai deixar em casa.

 

Para lê-los ou relê-los na Usina de Letras: https://bit.ly/tarcisocoelho

 

Inscreva-se:

https://www.youtube.com/channel/UCD5qMve_L4cfN7O4C8blzA?view_as=subscriber

 

Tarciso Coelho, Crato (CE), 16.09.2020.

 

https://youtu.be/zszOEuJjEME

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 3Exibido 16 vezesFale com o autor