Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
113 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59051 )

Cartas ( 21235)

Contos (13079)

Cordel (10287)

Crônicas (22189)

Discursos (3163)

Ensaios - (9405)

Erótico (13483)

Frases (46402)

Humor (19251)

Infantil (4424)

Infanto Juvenil (3677)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1336)

Poesias (138151)

Redação (3049)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5498)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->32 - VIVENDO GRANDE EXPECTATIVA -- 11/09/2020 - 10:45 (GERMANO CORREIA DA SILVA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.

32 - VIVENDO GRANDE EXPECTATIVA



Nos últimos anos de década de 60, Billy Lupércio Daniel, ainda no auge de sua adolescência, teve a felicidade de ter sido um dos estudantes pioneiros a ingressar no primeiro ano do ensino ginasial da (CNEC) Campanha Nacional de Escolas da Comunidade que acabava de ser implantada na sua cidade natal.

A Campanha Nacional de Escolas da Comunidade (CNEC) surgida em 1943, em Recife (PE), chegava para atender crianças e jovens que não possuíam ofertas de estudos pelo poder público ou não tinham condições financeiras para ingressar em colégios privados. De caráter filantrópico, a CNEC (Campanha Nacional de Escolas da Comunidade), atualmente, ainda mantém seus valores pautados na formação de líderes capazes de mobilizar iniciativas pelo bem comum.


São palavras que foram proferidas por Felipe Tiago Gomes, o seu fundador, acerca do objetivo inicial dessa instituição: “Um ginásio apenas era nossa meta, mas a ideia se espalhou pelos generosos corações brasileiros e transformou-se na maior obra de ensino comunitário das Américas (...)”


Verdade seja dita. A partir do sonho de um jovem acadêmico de Direito, na pessoa do visionário paraibano Felipe Tiago Gomes, a Instituição CNEC implantou um modelo brasileiro de escolas no Brasil que envolvia a comunidade na construção da missão do projeto.


O então movimento Ginasiano Pobre foi acolhido como uma ponte para a participação, o desenvolvimento e a independência das regiões mais interiorizadas.


A CNEC continua sendo uma instituição educacional comunitária ímpar com quase 80 anos de tradição, tendo celebrado no ano de 2018, sua terceira geração de estudantes cenecistas, em que pese as dificuldades encontradas para continuar mantendo o projeto em plena atividade.


Falecido no ano de 1996, aos 75 anos de idade, Felipe Tiago Gomes deixou milhares de órfãos, cenecistas e estudantes, que tiveram na Campanha Nacional das Escolas da Comunidade, um meio de integrarem-se com a educação comunitária e de qualidade. Entretanto, a sequência de seu projeto sempre esteve atrelado à participação efetiva de líderes comunitários, todavía, em algumas situações, por faltar um apoio político mais consistente, os planos e sonhos estudantis de jovens de famílias pobres, a exemplo do que ocorreu na cidade em que Billy nasceu, tendiam a ir por água abaixo, acaso não tivesse alguém que chamasse para si parte da responsabilidade sociocomunitária.


Certa vez, a escritora Rachel de Queiroz, ao se referir à luta incessante desse ilustre cidadão paraibano, natural do município de Picuí, sempre voltada para a oferta do ensino ginasial gratuito para os mais necessitados, declarou:


“O professor Felipe Tiago Gomes é em pessoa, o Inventor, o Pai, a Própria Alma da CNEC”.


Finalmente, com chegada da CNEC na sua cidade, Billy poderia iniciar a realização de seu grande sonho: tornar-se um estudante ginasiano, mas por tratar-se de um curso que era patrocinado por essa instituição educacional comunitária que dependia de um amplo apoio de membros da política partidária local, foi criada  por ele uma grande expectativa inicial, a qual, por razões alheias à vontade da classe estudantil local, algum tempo mais tarde, ela pouco prosperaria. Infelizmente, aquela expectativa seguida de perto da desconfiança que Billy nutria acerca da falta de apoio político e governamental das pessoas "poderosas" de sua regiao, como um todo, para com a nao continuidade daquele projeto estudantil comunitário, viria a se confirmar anos depois.


Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 17Exibido 178 vezesFale com o autor