Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
195 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59138 )

Cartas ( 21236)

Contos (13105)

Cordel (10292)

Crônicas (22196)

Discursos (3164)

Ensaios - (9439)

Erótico (13481)

Frases (46521)

Humor (19282)

Infantil (4461)

Infanto Juvenil (3729)

Letras de Música (5479)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138241)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5526)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Trabalho infanto-juvenil -- 30/10/2008 - 09:24 (Manuel Joaquim Guerra) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.
Segundo as leis brasileiras o trabalho infanto-juvenil é crime! Só após os dezesseis anos o jovem pode trabalhar? Muito bem, os que estudam ainda bem.passam o dia na escola têm suas horas de lazer família que lhe dá sustentação tudo certo, mas mesmo esses após os doze anos, se tiverem uma ocupação extra se sentiriam mais úteis e aprendiam a gostar do trabalho,o jovem que nunca teve uma ocupação uma responsabilidades será que aos desaseis anos vai querer perder a mordomia?
E os que não estudam nem trabalham aos dezesseis anos já diplomado na malandragem já com pós graduação de bandido vai querer trabalhar?
Haja isto o que aconteceu a poucos dias no Paraná um jovem de doze anos já tem oito passagens pela policia por roubo de carros e dirigir sem habilitação e claro, levando perigo e insegurança a quem trabalha;
E nem ao educandário podia ser recolhido antes dos doze anos a lei não permiti, ainda mais dois irmãos um de doze outro de quinze anos seqüestraram um de onze e o amarraram na mata, hora meus amigos esses jovens aos desaseis anos vão trabalhar honestamente?
Ao passo que quando aos doze anos os adolescestes já se ocupavam com alguma atividade como aprender um emprego para quando aos desaseis já tivessem alguma pratica e um currículo, teriam mais Sanches de um bom de emprego?
Há algumas décadas a trás muitos meninos ao domingo cedo iam para o largo da matriz com uma caixa de engraxate engraxavam sapatos ganhavam um dinheirinho para ajudar a mãe ou então para mais tarde ir ao cinema,com seu próprio dinheiro,não havia tanto bandido, há poucos anos atrás os jovenzinhos iam para a feira com um carrinho de rolimã para carregar as compras das donas de casa, e assim ganhavam o seu dinheiro ajudavam quem precisava e não ficavam ociosos a mercê dos bandidos, nos mercados ficavam a empacotar as mercadorias empurravam o carrinho da madame até ao carro ganhavam uma caixinha , ao meio dia iam para casa com o almoço garantido e a tarde iam para a escola, isso os que estudavam no segundo período os que estudavam no primeiro era o inverso;
Ao passo que hoje ficam no estacionamento, quando a gente estaciona lá vem um bando posso olhar seu carro? Ái de quem não aceitar, na volta sempre tem uma surpresa um arranhão no carro um espelho quebrado um pneu furado, ou coisa peor, e do outro lado está o trombadão esperando para lhe tirar os trocados que recebem em troca uma cheiradinha ou uma pedra de kraque,em pouco tempo já estão prontos para outras responsabilidades como assaltos roubo de carros tudo que se possa imaginar, sempre a serviço do crime e para servir de escudo dos bandidos chefes, se houver um crime a culpa sempre fica com o menor, não pode ser processado?
Isso quanto aos meninos pois as meninas são jogadas na prostituição infantil, que proteção é essa, que as crianças têm? Só contra o trabalho infantil? O trabalho nunca matou ninguém, desde que adequado com a capacidade física de cada um;
Se o governo quer proteger as criança do trabalho infantil? Muito bem, nota dez, mas que crie parques de lazer saudáveis escolas para todos,tirar os menores da rua que tenha responsabilidades, e não demagogia barata e criminosa.

Praia Grande, 28 de outubro e 2008

Manuel Joaquim Guerra.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui