Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
13 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57517 )
Cartas ( 21184)
Contos (12611)
Cordel (10179)
Crônicas (22288)
Discursos (3141)
Ensaios - (9089)
Erótico (13416)
Frases (44292)
Humor (18621)
Infantil (3907)
Infanto Juvenil (2852)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138244)
Redação (2947)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4986)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Textos_Religiosos-->Perdão Senhor!!! Por Pecar Tanto... -- 22/05/2005 - 09:12 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Mariza minha eterna mariza de um belo e sentido na assentida pena escrita,que em teus credos,creio e fico eternamente menino,que correndo ao redor da calada e exaltada senhora do Ó,no alto da matriz,no silencio rogado desejo o triangulo de ponta ao solo ao som da zabumba de Maria Pastora,que no levantar das belas e grossas coxas refelte em meus faroís,registrando a femea sedutora das escadas subidas,do pulsar acelerado,e no alto abaixo das chamadas ao ofertório,do sino badalado nas alturas e ladeado da sacristia aos cantos liturgico da sagrada comunhão de José Filho(carpinteiro) seu corpo mergulhado no vinho simbolizando o sangue do calado José dos feriados.Revira neste momento,meus olhos aos prazeres de Madalenas nessa confusão Santa e abençoada,de prazeres mil e volupias por volupias...Acordei na fuleragem do senhor, hoje cheio de gente cansada e stressada na pressa do fedido capital, de seus pecados irreparaveis que Katinga nas Azalagoas dos furas pacotes,das merendas dos pequenos da terra dos Marechais,que aos ratos devem seu oficio invadido e provocando confusão natural e social,na rataria habitada neste santo torrão de tantos caciques e pouquissímos indios,que Dom salgadindo chora seu podre corpo,as margens da "Avenida da Paz".

Perdão por não ser santos e pecar tanto...

Vai a Paz penada no assentir diablo.

Padre Bidião...
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui