Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
73 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57106 )
Cartas ( 21170)
Contos (12598)
Cordel (10092)
Crônicas (22211)
Discursos (3137)
Ensaios - (9015)
Erótico (13403)
Frases (43755)
Humor (18485)
Infantil (3792)
Infanto Juvenil (2717)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138313)
Redação (2926)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2401)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4891)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->De Mário Guimarães, sobre o artigo: A Revolta da Cachaça -- 18/09/2004 - 23:26 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Como sempre acontece, você pôs o dedo no cerne da questão.
Dentre outros problemas graves, até mesmo estruturais, de que nosso Brasli sofre
de forma crônica, destaca-se, embora negativamente, esse que você ora aborda.
Já de há muitos anos, eu costumava dizer, quando se falava no subdesenvolvimento
nacional, que, enquanto houver futebo, carnaval e cerveja, esse país não dá um
passo à frente.
Como incorrigível líder de estatísicas negativas que é, o Brasil não só detém um
dos maiores índices de ingestão de bebidas alcoólicas do mundo, como também, e
em decorrência deste, um dos maiores índices de mortes por acidentes de
trânsito. Acrescente-se, ainda, aquilo que nenhuma autoridade divulga, mas é
estarrecedor: a quantidade de homicídios (é isso mesmo, eu disse homicídios) em
função da ingestão de álcool é algo absurdo.
O pior de tudo isso é que, cvomo você bem explicitou em seu artigo, nada se faz
com vistas a desestimular o consumo do álcool. Pelo contrário, até a cachaça,
que em áureos tempos já fora vista como um sinal de mau comportamento e até de
degradação moral, hoje passa por um glorioso período, havendo mesmo, na
atualidade, uma verdadeira apologia a essa bebida, naturalemente face ao retorno
econômico que sua exportação ocasiona.
É lamentável, amigo, mas esse é o nosso Brasil.
Mais uma vez, brilhante o seu artigo.
Parabéns!

Um grande abraço,

Mario.

Olá, Mário!

Como sempre participando dos meus artigos com belíssimos comentários. A sociedade de hoje apresenta um estereótipo de que quem fuma, bebe, se tatua, é uma pessoa irreverente e de largos horizontes... Sobre a questão da bebida, observemos que nos bares é onde acontece o maior número de tragédia, sem falar de quantos maridos bêbados chegam em casa aprontando, colocando suas frustrações etílicas para fora, encima do mais fraco.

Felicidades,

Marcelo de Oliveira Souza
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui