Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
181 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59136 )

Cartas ( 21236)

Contos (13103)

Cordel (10292)

Crônicas (22196)

Discursos (3164)

Ensaios - (9439)

Erótico (13481)

Frases (46519)

Humor (19281)

Infantil (4461)

Infanto Juvenil (3729)

Letras de Música (5479)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138237)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5525)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Ansiedade (Auto Ajuda) -- 02/06/2008 - 16:19 (Elias Torres) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. Ansiedade
Texto: Elias Torres

A ansiedade é uma corrida onde sofremos, cansamos, nos desgastamos e não saímos do lugar. Quantas pessoas estão deixando a ansiedade comandar suas vidas; e não percebem que ela, sendo uma doença atrai outras doenças, chamadas de “Psicossomáticas”, que são dores de estômago, azia, gastrite, irritabilidade e outras. Temos que colocar em nossa mente que somos seres humanos Limitados e que não podemos nos comparar com ninguém. Temos que por isso em nossa mente e trabalhar muito no sentido que nós não conseguimos colocar o mês de dezembro dentro do mês de janeiro e nem parar o sol; nem adiantar a noite. Só quem tem esses poderes é Deus. Eu falo isso com experiência própria, eu sofria muito com essa ansiedade. Agora eu trabalho mais no hoje. Faço do meu hoje o dia mais importante de minha vida. Ontem já era, não existe mais; o amanhã não existe ainda. Não sabemos nem se estaremos vivos. Eu sei perfeitamente o que é responsabilidade; e quem a têm sofre de ansiedade, mas não é por isso que vamos deixá-la conviver conosco sendo íntima de nossa vida. A ansiedade atrapalha na qualidade do trabalho e dos projetos a serem executados e também nos relacionamentos íntimos, familiares e de amizade. Temos que parar de correr, sofrer, cansar e nos desgastar por coisas que não vimos e quando sentirmos não deixá-las nos assediar e procurar fazer outra coisa; temos que trocar a ansiedade pelos afazeres do hoje, assim, estaremos tampando esse buraco ansioso.

Quando falamos: “Não vejo à hora de chegar sexta-feira” ou “estou contando os minutos para chegar o feriado”, estamos, sem querer, trazendo o dia de nossa morte mais rápido.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui