Usina de Letras
Usina de Letras
23 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61963 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10444)

Cronicas (22531)

Discursos (3236)

Ensaios - (10264)

Erótico (13560)

Frases (50382)

Humor (20001)

Infantil (5391)

Infanto Juvenil (4726)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140718)

Redação (3290)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1956)

Textos Religiosos/Sermões (6142)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->ROSA DÁ VIDA -- 12/07/2001 - 02:11 (Adriano Gama) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Rosa que nasce natural.

Rubra à leveza,

Suave sua beleza,

Não há outra igual.



Do Amor dormente

Ao Amor absoluto,

Não existe luto.

Seu coração é valente.



Oh! Bem-aventuradas sejam as Rosas.



No mundo atual marcado de dores,

De vidas melancólicas, devendo favores

Rejeitados aos longos tipos de amores,



Fez-se a rainha das flores.



© GAMA Adriano – Ilhéus, 2001.
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui