Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
109 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57505 )
Cartas ( 21184)
Contos (12608)
Cordel (10177)
Crônicas (22283)
Discursos (3141)
Ensaios - (9089)
Erótico (13416)
Frases (44277)
Humor (18618)
Infantil (3904)
Infanto Juvenil (2849)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138237)
Redação (2946)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2411)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4981)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->Gol mil -- 20/11/2019 - 01:21 (Brazílio) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Todo prosa

Seu avô ainda era criança quando o Jácomo já vendia loterias...era o dístico escrito na fachada daquela lotérica da esquina da Caetés com a Afonso Pena, Belo Horizonte, naquela cena hoje cinquentenária, quando em 19/11/69, um televisor improvisado no topo daquela loja propiciaria ao populacho, eu e mais uns cinquenta telespectadores, a visão, ao vivo, do gol mil de Pelé...

Vibramos pouco, é verdade. Gol de pênalti, forçado, parecia pouco para coroar a grandeza do Rei...que eu havia visto em pessoa , no Mineirão, inda umas poucas semanas antes, pela primeira e última vez, no amistoso em que a Canarinha perderia para um embalado e tresloucado Galo, por dois a um, gols de Pelé, Amaury e Dario...justamente na sua rota preparatória para a glória máxima do tri no México, em 1970.

Apenas regressando de um colégio noturno no bairro Concórdia, onde por umas merrecas eu lecionava inglês, revi, naquela moa, o Antônio Francisco Pedrosa, ex-colega de seminário, e goleiro, que talvez tenha torcido silenciosamente para que o homólogo Andrada pegasse aquela bola...

E o Pedrosa voltou pra ser padre, e até já subiu aos céus, enquanto Pelé seguiu sua rota exitosa, e eu lhes narro esta lembrança, todo prosa...

Tivesse comprado um bilhete ao Jácomo naquela noite, quem sabe...

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 20 vezesFale com o autor