Usina de Letras
Usina de Letras
134 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62145 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10448)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10339)

Erótico (13566)

Frases (50551)

Humor (20021)

Infantil (5418)

Infanto Juvenil (4750)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140784)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6175)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->A existência de José Limeira -- 29/04/2002 - 20:49 (Anecildo Katz) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Zé Limeira, tô esperando
as tuas respostas do Além,
ao responder, pensa bem,
respostas ando buscando.
Meu avô já anda penando
- quem sabe - sem encontrar
seu verdadeiro lugar
naquele ângulo escuro:
no fundo era um velho puro
que gostava de brincar.

Eu tô aqui intercedendo
com meus amigos vigários,
pois com os santos e usuários
da religião bem me entendo.
Rezo muito e me arrependo
dos pecados que sonhei
pois - como disse - pequei
apenas por ilusão,
e jamais tive intenção
de fazer o que pensei.

O Seu Geraldo sua lira
empunha para cantar
que Limeira não há lugar
neste universo caipira.
Que ele existiu de mentira
disse Lyra e enfatiza,
o que a Limeira dá risa
(Limeira o ressuscitado)
Veremos com quanto enfado
Geraldo nos martiriza.

Eu já nem sei a diferença
entre verdade e delírio,
a verdade é como um lírio
se o sonho vira sentença.
Entre a verdade e a crença
a diferença é sutil,
quem sabe se somos mil
sonhos que alguém tá sonhando
e, nos sonhos, vamos criando
outro universo de anil!




Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui