Usina de Letras
Usina de Letras
73 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62397 )

Cartas ( 21335)

Contos (13272)

Cordel (10452)

Cronicas (22546)

Discursos (3240)

Ensaios - (10444)

Erótico (13578)

Frases (50785)

Humor (20070)

Infantil (5485)

Infanto Juvenil (4808)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140867)

Redação (3319)

Roteiro de Filme ou Novela (1064)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1962)

Textos Religiosos/Sermões (6232)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Fungos verbais -- 12/02/2024 - 10:36 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

Fungos verbais

 Félix Maier  

Oh, fungos verbais, disseminados no ar,
Letras obscenas que o funk vem soltar,
Em pancadões promíscuos, nas ruas e favelas,
Uma praga maligna, infectando as mentes belas.

A melodia viciante ecoa sem pudor,
Envolvendo os ouvidos, semeando o torpor.
A moralidade é deixada em segundo plano,
E a religião, relegada ao completo abandono.

Uma pandemia, ainda mais letal que a covid,
Se alastra na sociedade, sem freio e sem limites,
Distanciando-nos da honestidade e da pureza.

É hora de refletir, buscar a consciência,
Resgatar os valores, a ética e a decência.
Que a humanidade fuja de sua mais vil crueza.

 

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui