Usina de Letras
Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
216 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58851 )
Cartas ( 21227)
Contos (13051)
Cordel (10270)
Crônicas (22175)
Discursos (3163)
Ensaios - (9370)
Erótico (13476)
Frases (46092)
Humor (19171)
Infantil (4365)
Infanto Juvenil (3567)
Letras de Música (5469)
Peça de Teatro (1332)
Poesias (137992)
Redação (3039)
Roteiro de Filme ou Novela (1060)
Teses / Monologos (2425)
Textos Jurídicos (1940)
Textos Religiosos/Sermões (5438)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Atrocidade* -- 15/02/2021 - 19:54 (Benedito Pereira da Costa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.

Atrocidade*

Não mais canta o galo, 

Desejam rifá-lo

Numa triste rinha.

Vê poucos os dias:

Tu nem lhe alivias

Falta da galinha!

 

São seres humanos 

Os homens, profanos,

Que o ferem sem dó?

Sem nenhuma resposta

Pergunta que aposta

Em seu fim: o pó! 

 

Fúria desmedida

Extingue-lhe a vida

Com todo o prazer;

Não permite vivo

Pobre e inofensivo

Que pensa em viver.

 

É assim, amigos,

(Desde os mais antigos!)

Cavam-lhe o buraco.

Plena de covardia,

Brandos desafia

E mata o mais fraco. 

 

Não canta mais o galo;

Querem, pois, matá-lo

Sem explicação!

Alguns seres bravos

Subjugam escravos 

E impunes estão...

 

* Brasília, DF, 15/02/2021.

 

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 25 vezesFale com o autor