Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
216 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58163 )
Cartas ( 21211)
Contos (12859)
Cordel (10239)
Crônicas (22095)
Discursos (3147)
Ensaios - (9230)
Erótico (13453)
Frases (45309)
Humor (18940)
Infantil (4163)
Infanto Juvenil (3236)
Letras de Música (5506)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138724)
Redação (2997)
Roteiro de Filme ou Novela (1058)
Teses / Monologos (2418)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5254)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->AINDA PANDEMIA -- 10/09/2020 - 02:26 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

AINDA PANDEMIA 

Claro que ando sim quase preso

por uma opção existencial

pandêmica

Ando sem meu horizonte

o de verdade, do céu

que se junta com a Terra

onde nunca chega o fim

Quando espío na janela

vejo todo misturado

tem aquela passarela

tem arbustos, muito carro

 

claro que ando cabisbaixa

por uma questão crucial

meio etária, meio tal

 

Mas eu tenho o horizonte

esse que mora no peito

o que merece respeito

como aquele lá do fim

 

Porque tenho alguma coisa

que segura alguma tocha

um horizonte inventado

que orienta dentro de mim

 

------------------------------------------------------------------------------------------

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 2Exibido 12 vezesFale com o autor