Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
52 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59033 )

Cartas ( 21233)

Contos (13075)

Cordel (10287)

Crônicas (22188)

Discursos (3163)

Ensaios - (9400)

Erótico (13482)

Frases (46376)

Humor (19246)

Infantil (4422)

Infanto Juvenil (3669)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1335)

Poesias (138127)

Redação (3048)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2425)

Textos Jurídicos (1943)

Textos Religiosos/Sermões (5490)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->A ÚLTIMA ESTAÇÃO -- 01/09/2020 - 16:01 (Adalberto Antonio de Lima) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.



A ÚLTIMA ESTAÇÃO 

Laiá, laiá, laiá, laiá, lá lá...

Conta pra mim tua história/ Quantas memórias gostarias de apagar/

Quantos amores vividos/ E quantos sorrisos não pudeste esboçar/ Conta pra mim.



Quantas lágrimas escorreram em teu rosto/ Quantos desgostos profundos sofreu/

Quantos amores tiveste na vida/ E quantas vezes, de amor, quase morreu/.Conta pra mim...



Quantas lágrimas contidas/ Quando os amores na vida se vão/ Quantos segredos guardados/

A sete chaves no coração/ Conta pra mim.



Quem nunca amou sem medida/ E quem nada vida/ Só amou, depois que perdeu/

Quem nunca teve um sonho desfeito/ E de paixão quase morreu/
Conta pra mim.

Laiá, laiá, laiá, laiá, lá, lá...



Faça a Deus uma prece/E agradeça pelo que aconteceu/ Quem nunca ganhou na vida/

E na vida, quem nunca perdeu/Conta pra mim.



Até parece que a vida consiste/ No eterno jogo de perder ou ganhar/

Quem nunca perdeu um amor/ Porque se esqueceu de amar/Conta pra mim.

Laiá, laiá, laiá, laiá, lá, lá...



A vida que tudo te dá/Também tira tudo que deu/ Quem nunca sofreu por amor/

Não sabe a dor que é amar/ Quem nunca sofreu...

Quem nunca teve um amor na vida/ Quem nunca deixou a canoa virar/

Quem afogado em lágrimas / Não deixou a chama apagar/Conta pra mim.



Conta pra mim tua história/ Quantas memórias gostarias de apagar/

Quantos amores vividos/ E quantos sorrisos não pudeste esboçar/Conta pra mim...

Laiá, laiá, laiá, laiá, lá, lá...


***
Letra e melodia: Adalberto Lima
Imagem: Adalberto Lima


 

Adalberto Lima

Enviado por Adalberto Lima em 01/08/2020

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 49 vezesFale com o autor