Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
160 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58131 )
Cartas ( 21211)
Contos (12856)
Cordel (10239)
Crônicas (22079)
Discursos (3147)
Ensaios - (9225)
Erótico (13451)
Frases (45272)
Humor (18933)
Infantil (4151)
Infanto Juvenil (3229)
Letras de Música (5505)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138693)
Redação (2995)
Roteiro de Filme ou Novela (1057)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5247)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Nada e Tudo -- 13/08/2020 - 04:39 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

NADA e TUDO

 

A noite teima

com uma lua fatiada

em cores inexplicáveis

faz silenciosa uma orquestra.

Lâmpadas cruéis com estrelas

 

nem sabemos nos esconder

da passagem do tempo

que corre a gastar a ilusão

de que vencemos a morte...

Mas ainda resta-nos sorte.

 

Isso de existir mesmo sem nada

não é romântico nem nobre

deveria nos dar o norte

como uma parte de mapa

para salvar o que resta

 

Seria bom se enxergássemos

como por via de fresta

como espiar pela beira

nossa verdade tão quieta:

somos apenas arestas

 

esse poder que aprendemos

é uma piada de espelhos

em labirinto de medo...

e nada fica depois,

tudo converte-se em zero

 

a lua veio de graça, tão regular

e secreta

o sol terá que acenar

para contar sua clareza

e todo segue a magia

deste universo e sua festa

---------------------------------------------------------------------------------------------

-------------

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 2Exibido 15 vezesFale com o autor