Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
25 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57782 )
Cartas ( 21194)
Contos (12705)
Cordel (10211)
Crônicas (22324)
Discursos (3143)
Ensaios - (9129)
Erótico (13429)
Frases (44605)
Humor (18715)
Infantil (3977)
Infanto Juvenil (2918)
Letras de Música (5483)
Peça de Teatro (1321)
Poesias (138431)
Redação (2958)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2413)
Textos Jurídicos (1931)
Textos Religiosos/Sermões (5050)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Era o que a Alma Queria -- 18/04/2020 - 13:51 (Lita Moniz) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Alma Perfumista

          Que  te acabes num mirante
           Que se abre para o Céu, para
           a terra e para o mar.
     
          Que te encontres com a vida que
           andavas  a  procurar. Que aquele teu
           namorado chegue para te abraçar.
         
          Que  aquela serra que se avista, um sinal
           de terra à vista, seja uma muralha forte
           a proteger o teu norte.

           Um marco a indicar o fim da  estrada
           que desemboca no mar.
           Era o que a alma pedia.

           Era a vida que queria.
           Precisava se soltar.
           A via que daqui se avista.

           Longa a perder de vista,
           Aponta para um céu que a deixa entrar.
           E se vai para  aquele  lugar.

           Esta  alma perfumista
           Espalha perfume no ar e diz:
           Fica aí a descansar.

                             Lita Moniz

          
           

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 6Exibido 24 vezesFale com o autor