Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
101 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57395 )
Cartas ( 21182)
Contos (12615)
Cordel (10141)
Crônicas (22260)
Discursos (3139)
Ensaios - (9065)
Erótico (13414)
Frases (44153)
Humor (18595)
Infantil (3853)
Infanto Juvenil (2804)
Letras de Música (5476)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138562)
Redação (2942)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2409)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4945)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Mar e Mar -- 13/02/2020 - 10:25 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Mar e Mar

Navego, navego

E sempre alcanço a ti.

À beira do mar, na areia sentada estás...

Ao fitar-me com encantamento. Exausto, aproximo-me de ti.

Deito-me ao teu colo e que aconchego !

O sol desce até a areia e nos sorri,

Nos vê não como homem e mulher, apenas.

Ele nos abençoa como Deuses que somos,

Numa terra de limites sem limites,

Onde o mar aberto nos oferta infinitas chances,

De continuar a viver, reviver, sonhar, abraçar, projetar, continuar, alcançar a plenitude máxima do amor verdadeiro.

Te amo, Rô.

Marcos Palmeira

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui