Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
22 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57550 )
Cartas ( 21185)
Contos (12638)
Cordel (10186)
Crônicas (22292)
Discursos (3141)
Ensaios - (9093)
Erótico (13416)
Frases (44327)
Humor (18630)
Infantil (3915)
Infanto Juvenil (2862)
Letras de Música (5480)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138276)
Redação (2948)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4994)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Minha Jô -- 28/01/2020 - 07:01 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Sol o amor

Meu olhar em busca do sol procurou abrigo a fim de aquecer o gelo que amolava meu ser. Andarilho pelos cantos e encantos desta vida, tornei-me. Não tinha ideia do quanto eu seria feliz ao encontrar ao sol sob o brilho que emanava do cabelo da amada. Ao ver o olhar angelical a irradiar o brilho da luna solar, acelerado meu coração ficou nas fortes batidas em busca de tocar aqueles cabelos onde sol a sol, tive a solidão até então, como dama de companhia. Toquei aos teus cabelos cor de sol e tornei -me um homem iluminado ao sentir teu coração junto ao meu e hoje, sou o homem mais feliz ao lado de minha branquinha solar de Jô alharia rara que dá vida a tudo que toca quando renovou esse homem.


Marcos Palmeira 

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui