Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
23 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57550 )
Cartas ( 21185)
Contos (12638)
Cordel (10186)
Crônicas (22292)
Discursos (3141)
Ensaios - (9093)
Erótico (13416)
Frases (44327)
Humor (18630)
Infantil (3915)
Infanto Juvenil (2862)
Letras de Música (5480)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138276)
Redação (2948)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4994)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Quinca, no país Cornualha -- 27/01/2020 - 12:40 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Quinca, no país da Cornualha

Era uma vez,

Um Quinca que da vida,

Fazia um teatro...

Mas Quinca não assumia.

Quinca sofrera traição No país da Cornualha

E nunca se recuperou.

Quinca vivia na graça e de graça,

Morava nos corações das Alices,

Sem nenhumas maravilhas.

Quinca era a própria maravilha, Sem Alice ser.

Quinca captava no captadouro do Navio negreiro

E faz de Augusto dos Anjos, Seu ídolo.

Quinca, reside na corno ação

Em aparecer

Sem aparecer

Sem graça, é o Quinca do pá

Sem o patíbulo

Sem o Inácio

Aquele Loyola

Quinca, na verdade

Não existe

Existe um personagem

Que o Jesuíta ainda tentou catequizá-lo.

Mas Quinca, era um pau-Brasil

Talhado no talher

Do talha dor Invasor que papou

Na lapada da trela,

A nativa virtual do Quinca

Marcos Palmeira 

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui