Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
123 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57529 )
Cartas ( 21184)
Contos (12629)
Cordel (10184)
Crônicas (22291)
Discursos (3141)
Ensaios - (9091)
Erótico (13416)
Frases (44313)
Humor (18626)
Infantil (3910)
Infanto Juvenil (2857)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138254)
Redação (2948)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4989)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Passira -- 26/01/2020 - 17:35 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Passira

Uma menina vestida passeava no passear, Passira, passeava. Cantarolava com uma caçarola e fazia barulho pelo cidade. Passira pensava no tempo passado e ao presente, dava de presente seu canto no cantar Passira. Menina, mulher, mar e irmã, Passira ganhou o mundo e o mundo perdeu a passarela pelo encanto de Passira. Passira sozinha vivia sua alegria do jeito Passira e ninguém se atrevia a passar na frente de Passira vestida de renascença. Passira sempre renascia na passarela mundo a fora. Agora, Passira não era do mundo. Passira ela dela mesma no passeio Passira do Corredor De Vera nas noites Jatiuca, as duas conversavam sobre as mulheres rendeiras. Aquelas que rendem sem render-se no rendar do Corredor Vera Arruda.


Marcos Palmeira 

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui