Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
107 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57505 )
Cartas ( 21184)
Contos (12608)
Cordel (10177)
Crônicas (22283)
Discursos (3141)
Ensaios - (9088)
Erótico (13416)
Frases (44277)
Humor (18618)
Infantil (3903)
Infanto Juvenil (2849)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138234)
Redação (2946)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2411)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4981)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Carro de boi -- 25/01/2020 - 10:13 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Carro de boi

Lá vai o boi amarrado.
Rodas de madeira rangem,
e o barulho reina.
Carro de boi acorda a cidade,
oferta o leite puro pras crianças da cidade.
Mas o boi triste está,
pois o boi quer pastar e,
na grama pisar.
Esfriar as patas,
nos pastos de outrora floresta.
Agora sem festa, floresta não reina.
Divide com o boi, seu espaço tão antigo.
Da terra anunciada por Cabral,
que chegou de mala e cuia num navio.
O carro do boi, ficou a esperar.
E o animal de pança cheia,
Feliz voltou ao seu carro.
Caro pro dono,
diversão da criançada.
Esperança do que espera,
para ter o que comer.


Marcos Palmeira





Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui