Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
41 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57517 )
Cartas ( 21184)
Contos (12611)
Cordel (10179)
Crônicas (22288)
Discursos (3141)
Ensaios - (9089)
Erótico (13416)
Frases (44292)
Humor (18621)
Infantil (3907)
Infanto Juvenil (2852)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138244)
Redação (2947)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4986)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Coração, partido alto -- 24/01/2020 - 11:53 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Coração, um partido alto

Minha ação se concretiza quando observo a humanidade defecar para cima afim de atingir quem acima da testa está. A invenção humana ainda não fabrica sabão para alvejar as almas pútridas e fétidas. Encontro-me no meu torrado apila (dor), as margens da Lagoa Mãe Manguaba e junto a ti, minha rosa menina, continuaremos a recordar nossa mãe Zita. Ainda que, continuemos caminhar por sobre pedregulhos, não haverá quem alcance tua nobreza ser gente. Guardo a rosa e beijo-a feito passarinho, nos passos sem limites nos privados que não aparecem. E por não, aparecer, perecem de uma fome insaciável de jamais terem experimentado o saber amar. Choro contido, sigo agora rumo à Pajussara nas tardes noites e não permito açoites ao meu ser amado sem entender o que não é para entender. O amor não se explica e não se entende. Ele assente no sentir-se amado pela rosa, onde o cravo cravado ao chão, encontra razão para seguir adiante com o olhar zelozo pela flor menina Jô.

Marcos Palmeira  

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui