Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
9 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57504 )
Cartas ( 21184)
Contos (12607)
Cordel (10177)
Crônicas (22282)
Discursos (3141)
Ensaios - (9088)
Erótico (13416)
Frases (44276)
Humor (18618)
Infantil (3902)
Infanto Juvenil (2848)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138230)
Redação (2946)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2411)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4981)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Entardecer -- 09/01/2020 - 18:44 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Entardecer


Vem à memória, teus cabelos....
O sorriso que acaricia o leito Manguaba Mãe...
Teus olhos negros a fitarem o meu coração entregue a ti.
O leito Manguaba abençoou o nosso amor, 
Outrora, eu afundava e você 
Veio ao resgate do coração.
Sem vida estava, embora preso às sujidades da mãe Manguaba pela ação (des)humana,
Ao ver teu olhar e teu sorriso em minha direção,
A Lagoa Manguaba voltou a respirar,
Teu amor ressuscitou a esperança 
De um amor, momentaneamente perdido,
Mas agora, volto o olhar ao céu sob as bênçãos da Mãe Manguaba e,
Peço-te para sempre, teu coração.

Teu amor, Marcos Palmeira

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui