Usina de Letras
Usina de Letras
30 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59271 )

Cartas ( 21241)

Contos (13147)

Cordel (10297)

Crônicas (22219)

Discursos (3164)

Ensaios - (9463)

Erótico (13486)

Frases (46709)

Humor (19312)

Infantil (4487)

Infanto Juvenil (3784)

Letras de Música (5484)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138414)

Redação (3059)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5563)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->INVISIBILIDADE SOCIAL -- 15/07/2019 - 20:33 (benedito morais de carvalho(benê)) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Desafiar


a noite


o frio


a fome


adormecer


sob papelões


e efeito do álcool


nada se comemora


a não ser a decadência


e a prematura morte.


o Estado me evita


riscado da constituição


sou ninguém


zero a esquerda


tua piedade


não me comove


tua esmola sim


essa me move


tua moeda jogada


pra se livrar de mim


piamente jogada,


sustenta meu vicio


necessito dela


para sobreviver


até que a morte nos separe.


Tenho alguma opção?


Nenhuma...


Tens alguma sugestão?


Nenhuma,


o distinto ignora o meu nome


desvia de mim os teus olhos,


fétido e maltrapilho,


te causo repugnância,


sou a invisíbilidade social


as portas estão fechadas.


 


 


 


 


 

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 49Exibido 78 vezesFale com o autor