Usina de Letras
Usina de Letras
22 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59271 )

Cartas ( 21241)

Contos (13147)

Cordel (10297)

Crônicas (22219)

Discursos (3164)

Ensaios - (9463)

Erótico (13486)

Frases (46709)

Humor (19312)

Infantil (4487)

Infanto Juvenil (3784)

Letras de Música (5484)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138414)

Redação (3059)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5563)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->REFUGOS AMBULANTES -- 15/06/2019 - 17:48 (benedito morais de carvalho(benê)) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Um bando de zumbis esquálidos


estendem as mãos esmolando


a desnutrição pisa em falso


nas calçadas das ruas centrais


indigentes adormecem na sarjeta


o mau cheiro exalando dos corpos


a fome se esvai pela boca de lobo


a cidade maltrapilha desperta


para livrar-se destes pesadelos


ócio, vício, fome e desnutrição


a cidade no fundo do poço


poesia trágica, pessimista?


É a fratura exposta seu moço


poesia que denuncia, realista


homens excluídos, esmagados


na centrífuga do capitalismo


na fabulação do socialismo


refugos humanos centrifugados


 

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 49Exibido 70 vezesFale com o autor