Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
9 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57504 )
Cartas ( 21184)
Contos (12607)
Cordel (10177)
Crônicas (22282)
Discursos (3141)
Ensaios - (9088)
Erótico (13416)
Frases (44276)
Humor (18618)
Infantil (3902)
Infanto Juvenil (2848)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138230)
Redação (2946)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2411)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4981)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Meu canto sinistro -- 17/04/2019 - 14:49 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Meu canto sinistro

Invento moda
Lanço ao vento, um grito
Num canto sinistro
Que evacua mas não defeca
Um conjunto de palavras abertas
O vocábulo sente ameaça 
De ser limitado por um ponto Deus
Não Deus, não deu
Inacabado, sigo adiante
E agora, o verbo
Não pode 
Espera o complemento na pergunta
Graças!!! Não sei respostas
Salvo as impostas 
Pelo declínio da força das palavras,
Volto ao canto...
No canto sinistro 
Do meu pensar

Marcos Alexandre Martins Palmeira
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui