Usina de Letras
Usina de Letras
28 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59271 )

Cartas ( 21241)

Contos (13147)

Cordel (10297)

Crônicas (22219)

Discursos (3164)

Ensaios - (9463)

Erótico (13486)

Frases (46709)

Humor (19312)

Infantil (4487)

Infanto Juvenil (3784)

Letras de Música (5484)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138414)

Redação (3059)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5563)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->TEMPESTADE DE OUTONO -- 16/04/2019 - 20:01 (benedito morais de carvalho(benê)) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Na madrugada
vou para o terraço,
curtir a tempestade
relâmpagos e trovões
assombram os automóveis
árvores tremulando de medo
com o assovio do vento,
o céu riscado de raios,
fica mais céu
no céu de São Paulo,
o vento indomável
me remete ao sul do Ceará
casa materna
lá em Juazeiro do Norte
bastava uma chuvinha minguada
pra Dona Quininha em panico
acender velas, rezar e gritar
"Valei-me meu Padim Ciço".
Aqui no meu terraço
admirando os raios
voz humana alguma
somente eu
na madrugada paulistana
entre raios e trovões
buzinas e sirenes
falando comigo mesmo.






Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 49Exibido 68 vezesFale com o autor