Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
34 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57550 )
Cartas ( 21185)
Contos (12638)
Cordel (10186)
Crônicas (22292)
Discursos (3141)
Ensaios - (9093)
Erótico (13416)
Frases (44326)
Humor (18630)
Infantil (3915)
Infanto Juvenil (2861)
Letras de Música (5480)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138276)
Redação (2948)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4994)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Cais do sertão -- 25/02/2019 - 15:31 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Cais do sertão



Descalço ao cais cheguei

Não por acaso escapei

Da morte ou algo parecido

Sentei-me e lá banhei meus pés

Cansados e rachados

Na rocha do tempo

Nem o vento me fez retornar

Ornei-me da crença em algo

Para o caminho refazer

De volta ao sertão

Com o perdão

Da mão que acena

Que solicita

Solicitude...

Refiz-me numa atitude

De complacência

Na decência de empatizar

Sem o receio do azar

Da não compreensão

Pois a questão

É ter compaixão
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui