Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
178 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58688 )
Cartas ( 21227)
Contos (13011)
Cordel (10258)
Crônicas (22154)
Discursos (3159)
Ensaios - (9336)
Erótico (13466)
Frases (45890)
Humor (19091)
Infantil (4325)
Infanto Juvenil (3497)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1335)
Poesias (137805)
Redação (3032)
Roteiro de Filme ou Novela (1059)
Teses / Monologos (2423)
Textos Jurídicos (1941)
Textos Religiosos/Sermões (5390)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->A Jean Louis Bouchet -- 18/03/2004 - 22:36 (MARIA PETRONILHO) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.




Querido Poeta




No planeta aonde estás

Não existem diferenças

Nem burocratas

Nem hipócritas

Nem sofrimentos

Nem pesadelos



Estrela, te volatilizaste



Das temperadas

Ternas e eternas

Amizades



Que cultivaste enquanto eras



O conforto

De quem se sentia só

Altas horas

Quando voavas



(Em figurinhas

Carinhosas e atentas

Diáfanas

Como tu eras)



Somos voláteis

Poeiras estelares

Ansiando a paz

Entre torturas




Tu estás na Paz!



Com saudade de teu sorriso, de teus beijussss,





Lisboa, 19/3/2004



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui