Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
103 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57505 )
Cartas ( 21184)
Contos (12608)
Cordel (10177)
Crônicas (22283)
Discursos (3141)
Ensaios - (9088)
Erótico (13416)
Frases (44277)
Humor (18618)
Infantil (3903)
Infanto Juvenil (2849)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138235)
Redação (2946)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2411)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4981)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Reciclagem -- 21/04/2018 - 09:42 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Reciclagem



Desnecessários são os redemoinhos provocados por excessos de adornos do sentir que acabam por extravasar um ponto. Eu ponto, eu pronto, eu senciente, eu presente, eu ausente… eu reciclo para permitir-me presente. Vou e retorno ao ponto já reciclado com o necessário e estrito ao espaço contextual da realidade. Reciclo todas as verdades impostas e fico com o que estrutura a verdade que me faz ser notado ao lado. Paro e observo outros pontos. Alguns são reticências e, portanto, inacabados, distantes do eu reciclo. Eu reciclo e em movimento constante encontro-me, portanto o ponto é quase inacabável. É quase perfeição feito o trabalho à mão do artista. Inacabado é perfeito a reticência do reciclar que dá ar à vida em todas as idas. Reciclar é a partida sem chegada...um redemoinho ao vento de toda a existência. É clemência por uma chance de viver sem deixar de crer na própria existência.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui